Euforia no início e decepção com o resultado na Grande Rio

 

 

A ansiedade, o otimismo e a alegria que os componentes do Acadêmicos do Grande Rio levaram no olhar ao entrar na quadra para acompanhar a apuração revelava que o título era quase uma certeza. Inicialmente, o ambiente era só de festa. As baianas serviam almoço e o clima era de profunda confiança. Assim que os envelopes foram abertos, toda euforia se transformou em apreensão, a nota dez só chegou no segundo quesito, fantasias, através do segundo módulo de jurados.

Decepção dos componentes

A partir da abertura dos envelopes do quinto quesito, Samba-Enredo, onde a escola recebeu uma nota 9,7, outra 9,8 e em seguida duas notas 9,6, o silêncio tomou da quadra. Componentes e segmentos incrédulos não acreditavam no que estavam vendo e ouvindo. No quesito seguinte, Harmonia, logo na primeira nota veio o 9,7 e os torcedores da escola começaram a ficar revoltados não concordando com as notas dos jurados. Ao ser anunciado o nono quesito, comissão de frente, gerou uma grande expectativa na quadra, muitos ficaram animados, mas, logo a decepção chegou, com as três primeiras notas 9,9. Foi o momento de se levantar e ir embora.

Um pequeno grupo de torcedores ainda permanecia na quadra, aguardando as notas da bateria, já sabendo que não teriam mais chances de brigar pelo título. Mesmo assim, um grupo gritava: “pelo menos 10 na bateria”. A nota 10 não veio, foram duas notas 9,8 e duas 9,9, frustrando as pessoas. Com o resultado da apuração concluída, a Grande ficou apenas com o 6º lugar, voltando no sábado das campeãs.

Comente: