Prefeitura remanejou verba que sobrou do Carnaval 2017 para projetos de marketing da Riotur

mocidade_desfile_2017_046A justificativa do prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella que a redução em 50% da verba para escolas de samba do Grupo Especial para o Carnaval 2018 será feita para dobrar as diárias pagas por criança às creches privadas conveniadas com a prefeitura vai por água abaixo após uma olhada no Diário Oficial do município. Na edição do dia 8 de junho de 2017, o site CARNAVALESCO apurou na série de reportagens “Não é doação. É investimento” que a Prefeitura do Rio fez um remanejamento de R$ 937.409,86 para “marketing do produto turístico Rio” e a surpresa é que esse remanejamento foi feito com o que sobrou do Carnaval 2017. Isso mesmo. O projeto Carnaval 2017 teve uma sobra de mais de R$ 900 mil.

Procurada pelo site CARNAVALESCO, a Prefeitura do Rio informou que “Os remanejamentos são práticas orçamentárias realizadas de acordo com as prioridades da gestão”.

Na edição do Diário Oficial do dia 8 de junho de 2017, a Prefeitura do Rio de Janeiro, além de autorizar o remanejamento da sobra do Carnaval 2017, abriu um crédito suplementar para Riotur no valor de R$ 4 milhões e 800 mil. Ao site CARNAVALESCO, a Riotur informou que o valor é verba de custeio da Riotur, como pagamento de contratos de prestação de serviço de segurança, por exemplo, e que os reajustes orçamentários são decisões tomadas pela gestão.

defesa

Um outro detalhe curioso desse remanejamento de recursos é que a Prefeitura do Rio cancelou R$ 1.944.730,14 da “promoção de atividades esportivas e recreativas para prevenção das vulnerabilidades sociais” que era utilizada pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL RJ) e o valor entrou no bolo “doado” para Riotur e o “marketing do produto turístico Rio”.

Analisando os dados da Riotur em 2016, o site CARNAVALESCO encontrou que houve superávit nas contas e o Carnaval 2017 foi o responsável pelo lucro obtido pela Riotur. O vereador David Miranda (PSOL) informou ao site CARNAVALESCO, na terça-feira, que enviará um requerimento de informações ao prefeito para que responda sobre como aplicou o arrecadado com os R$ 3 bilhões de movimentação financeira referentes ao último Carnaval anunciados pela Riotur.

– A grande contradição está no valor movimentado pelo Carnaval (em torno de R$ 3 bilhões) e a economia anunciada. Em vez de cortar cerca de R$ 12 milhões para o próximo Carnaval, deveria firmar um termo de compromisso garantindo um valor substancial da receita do evento em 2018 para as creches, já que, pelo visto, não fez isso com a receita que o Carnaval gerou em 2017 – disse o vereador.

decreto1

decreto2

Um comentário em “Prefeitura remanejou verba que sobrou do Carnaval 2017 para projetos de marketing da Riotur

Os comentários estão desativados.