‘Falta decência e um pouco mais de formação acadêmica aos jurados’, diz presidente da Renascer de Jacarepaguá

renascer_desfile_2017_89Sexta escola a desfilar no sábado de Carnaval , a Renascer de Jacarepaguá fez um desfile que retratou o fantasioso encontro entre a escritora Carolina Maria de Jesus e João Cândido, líder da Revolta da Chibata, dentro do enredo “O papel e o Mar”. A agremiação que viveu no pré carnaval a expectativa do belo samba ser destaque na Série A, recebeu baixas notas em seus quesitos e acabou amargando a décima colocação no Carnaval 2017.

Antônio Carlos Salomão, presidente da escola de Jacarepaguá, desabafou com o site CARNAVALESCO sobre as notas recebidas. A agremiação não recebeu nenhum 10 nos quesitos: Enredo, Fantasia, Alegorias e Adereços, Harmonia, Comissão de Frente e Evolução.

– Esses jurados devem ter uma formação acadêmica ótima. Receber as notas que recebi em samba-enredo e enredo é brincadeira. Acho que eles tem primeiro que se matricular em uma escola e estudar. Falta decência e um pouco mais de formação acadêmica aos jurados. Não discuto o campeonato do Império Serrano, mereceu. Não vamos mudar nada na Renascer, nosso trabalho de casa foi bem feito – desabafou o presidente.

renascer_desfile_2017_72Diego Nicolau, intérprete da escola e compositor do elogiado samba-enredo da agremiação ao lado de Moacyr Luz e Cláudio Russo, está feliz com o resultado das notas de samba-enredo (três 10 e uma nota 9,9 descartada).

– Cada um tem uma maneira de pensar samba-enredo, mas estou muito feliz porque foi um quesito que ajudou a escola a subir um pouco de colocação. Sobre a harmonia precisamos entender o que perdemos no carro de som para melhorar. Não adianta chorar, o importante é ler para não errar no próximo ano. – explica o intérprete.