Fernando Horta garante permanência de todos os profissionais da Tijuca

 

 

Com a sensação do dever cumprido, o presidente da atual campeã do carnaval, Fernando Horta, descansa em Portugal, sua terra natal, e atendeu a reportagem do site CARNAVALESCO por telefone, na tarde desta quinta-feira. Contente com o terceiro título da história da Unidos da Tijuca, – segundo de sua gestão – Horta garante que todos os profissionais permanecem na Azul e Amarelo.


– Todos ficam. Não tenho motivos para trocar ninguém. Só vamos trazer reforços pontuais. A parte de adereços, é um setor que já foi reforçado – disse ele, referindo-se à chegada do aderecista Sérgio Faria, levado para a Unidos da Tijuca pelo carnavalesco Paulo Barros.


Indagado sobre as propostas de enredo que a escola tem em mãos para o Carnaval 2013, o presidente tratou a questão com extremo bom humor. Segundo ele, a Tijuca não é alvo de tantos patrocinadores como costumam falar.


– Traz um patrocínio para mim(risos)… Falando sério, não tenho nada em vista. Ainda estou em Portugal e vamos começar a resolver isso só quando eu chegar no Brasil, o que deve acontecer na próxima semana. Resolveremos isso com calma.


Figura carimbada nas posições intermediárias da tabela de classificação até o início da última década, a Unidos da Tijuca conseguiu, nos últimos dez anos, fazer parte do seleto grupo de escolas que sempre brigam pelo título. A administração profissional, implementada por Fernando Horta, é apontada por quem conhece os bastidores da escola como principal responsável pela guinada na história recente da agremiação oriunda do morro do Borel. O dirigente reconhece a mudança de patamar da escola que dirige.


– Temos hoje uma escola de base, com quesitos muitos fortes e é isso que faz a Tijuca sempre disputar. É lógico que estamos no patamar que nos encontramos pela organização. Isso reflete diretamente nos resultados – garantiu ele.


 

Comente: