Filho de Wander Pires será o intérprete da Estrelinha da Mocidade no Carnaval 2018

Foto: Edaudo Hollanda
Foto: Eduardo Hollanda

O intérprete oficial da Mocidade Independente de Padre Miguel, Wander Pires, todos sabem, deu os primeiros passos no mundo do samba na própria Estrela Guia. Depois de idas e vindas voltou à única agremiação em que conquistou títulos, ano passado. E a história promete se repetir a partir do próximo ano na escola mirim da Mocidade.

É que um dos herdeiros do intérprete, Wandinho irá defender o microfone da Estrelinha da Mocidade. Figura conhecida pelos sambistas Wandinho acompanha o pai pelas quadras e chegou a gravar alusivos das obras concorrentes defendidas pelo pai, um dos intérpretes mais requisitados para os concursos de samba-enredo.

A reportagem do CARNAVALESCO conversou com Gabriel Azevedo, diretor de carnaval da escola mirim, que destacou o DNA de sambista do jovem cantor.

– Vandinho é um talento nato. Sabemos que a voz dele passará por muitas transformações ainda, até mesmo por conta da idade, mas tudo indica que ele será um excelente cantor. Tem potencial para isso. Ele tem como referência o próprio pai e até na forma de se vestir ele segue o Wander. Acreditamos muito no potencial dele. Ele vem se desenvolvendo a dois carnavais com a gente e se mostrou bem desinibido já no primeiro ano, e desde então vem crescendo e melhorando a cada ano. Ele tem boa expressão e é tão carismático quanto ao pai. Não pode ver um microfone que já parte logo pra querer cantar. Os pais dele são os maiores incentivadores e dão maior apoio pra ele – afirma Gabriel.

Wander Pires, até se transformar em um dos maiores intérpretes do carnaval, chegou à Mocidade como apoio de Paulinho Mocidade em 1990. Assistou a escola ser bicampeã do carnaval sendo auxiliar de Paulinho. Com a saída do intérprete assumiu o microfone oficial de sua escola no Carnaval 1994. Permaneceu no posto até o desfile de 1999, conquistando o título em 1996. Regressou algumas vezes, mas permaneceu nove anos afastado da Mocidade. Em 2017 foi a voz do título da Mocidade, seu segundo no carnaval carioca.

A Estrelinha da Mocidade surgiu no ano de 1992, com seu primeiro desfile no ano seguinte. Depois de um hiato voltou a partir de 2004. Em 2011, 2013 e 2015 desfilou reeditando antigos sambas da própria Mocidade. O jovem Thiago Acácio foi intérprete da escola e hoje dá seus primeiros passos em escolas adultas.