Final da Mangueira: parceria de Tantinho da Mangueira buscou expressar sentimento do povo

mangueira-samba-2Na grande final da Mangueira neste sábado novamente o compositor Tantinho da Mangueira alcança a última etapa do concurso, pelo segundo ano consecutivo. Um dos mais experientes da ala de poetas da verde e rosa, Tantinho revela em entrevista ao CARNAVALESCO que o samba de sua parceria buscou a expressão do sentimento do povo brasileiro.

– Porque seu samba merece ser campeão?

Tantinho da Mangueira: “Sendo uma festa popular tradicional, o desfile das escolas de samba deve ser um retrato da nossa sociedade. Na minha opinião a grande virtude do nosso samba é expressar o sentimento do povo brasileiro, especialmente do Rio de Janeiro, em relação a tudo que estamos vivenciando nesse momento. É um samba manifesto.”

– Qual a sua parte preferida do samba e porque?

Tantinho da Mangueira: “‘Será que o esplendor da fantasia/ É mesmo a razão de toda folia?’ Pois abre o samba com um questionamento que resume bem o enredo proposto. E destaco também o trecho: ‘Se é pecado sambar não queremos perdão.’ Pois retrata bem o espírito de resistência do sambista. O carnaval no seu estado puro é uma festa avessa a regras. Somos Arengueiros.”

– Quanto a parceria gastou na disputa e o que pretende apresentar na final?

Tantinho da Mangueira: “Ainda não fizemos estes cálculos e estamos avaliando as possibilidades para a grande a final. O que posso afirmar é que não contamos com muitos recursos nessa disputa. Viemos no espírito do enredo.”