Fred Soares: ‘Os desfiles do sábado da Série A’

VERMELHO DE ALEGRIA

Saímos rendidos pelo vermelho de Estácio e Viradouro após o fim dos desfiles da Série A, já na manhã deste domingo, na Sapucaí. Para mim, são as escolas que discutirão diretamente o título na apuração desta quarta-feira. A rigor, foram as únicas que conseguiram conciliar a grandiosidade e imponência exigidas pelo Grupo Especial, com a garra tão fundamental para brigar pela taça nesta segundona do Ziriguidum.

A rapaziada do São Carlos baseou seu desfile na sua força comunitária. Cantou e sambou quase que desesperadamente. Como havia tempos não fazia. Uma evolução firme, precisa, ágil, que deu a sensação na Avenida de que ali passava um rolo compressor. Na parte estética, um enredo simples, perefeitamente desnvolvido, mas com fantasias grandes e alegorias bem elaboradas e executadas. Tudo no padrão de alguém que está disposto a voltar às grandes.

A Viradouro viveu uma noite bastante semelhante. Com a vantagem de ter sido a única aclmada pelo público como campeã. Pisou muito firme na Avenida. O samba, simples e valente, rendeu maravilhosamente. A bateria, novamente estupenda, foi um belíssimo elo entre agremiação e platéia. Tudo sob o comando deste ótimo personagem, Mestre Pablo.

Vale aplaudir também Unidos de Padre Miguel e Acadêmicos do Cubango, que deram mais um firme passo no seu estabelecimento como grandes escolas. Acho que ainda não chegou a hora do título. Mas nos deixa uma clara impressão de que isso acontecerá em breve.

Méritos também para a União do Parque Curicica. Desfile animado, bonito visualmente, bem humorado. É uma agremiação que vem deixando boa impressão e já não me surpreenderá mais se brigar mais acima já no próximo carnaval. Merece terminar entre as seis primeiras.

Outro "Honra ao Mérito" vai para a Em Cima da Hora que, se houver o mínimo de bom senso, não desce.

Inocentes e Tuiuti, destaques do primeiro dia, são outras duas escolas que merecem nosso reconhecimento. Mostraram carnavais dignos da Série A. Assim como a Unidos do Porto da Pedra, que conseguiu reencontrar-se com seus bons momentos.

No condomínio do rebaixamento, Rocinha e Tradição já têm apartamentos reservados. O outro apê será ocupado por União de Jacarepaguá ou Alegria da Zona Sul.

No geral, fica a dica pras outras escolas. O novo padrão da Série A exige mudanças, crescimento. Quem não seguir isso vai ficar pelo caminho.

Esperemos os envelopes na quarta-feira.