Gosto é igual a…

Impressionante a qualidade de comentários, previsões, campeonatos e rebaixamentos que eu vejo por aí em relação aos enredos já apresentados. Tudo bem que os temas são bem variados, mas desde então a gente prever o futuro, já é muito complexo.

Eu olho pra trás e vejo enredos diferentes brindando o sambista com sambas inesquecíveis, boas colocações e até mesmo campeonatos. Por que será então que todo ano é o mesmo “lamúrio de sofrimento e dor” quando os enredos aparecem? Será o trauma causado pelas últimas experiências, para ser mais exato, o enredo do Iogurte da Porto da Pedra?

Os enredos carinhosamente chamados de enredos-CEPs são os que mais incomodam o publico, quando não os enredos-DDI, mais amplos e há quem diga mais perigoso, por se tratar de outro país. Mas será mesmo que esses enredos são tão ruins assim? Tivemos casos gloriosos e tenebrosos nos últimos anos, em 2010 a Viradouro foi rebaixada com o enredo sobre o México (notas 9,5/96/9,6/9,7/9,8), porém em 2006 a Vila Isabel cantando a latinidade foi campeã, nesse mesmo ano a Grande Rio ficou em segundo lugar exaltando o Amazonas e a Caprichosos rebaixada falando sobre Espirito Santo. Bom, vai entender.

O importante mesmo é botarmos na mente que gosto é igual à opinião, cada um tem a sua e os jurados também, por isso certas discrepâncias nas notas, isso é natural. O que me assusta nem são as notas, mas sim o gosto alheio por determinado assunto, mas como eu disse no começo da epigrafe, gosto é igual à…

Vi muita gente falando sobre o enredo do Salgueiro (noticiado em primeira mão por esse site). Eu acho um enredo ótimo, rico e na mão de um dos carnavalescos mais TOP do Carnaval do Rio. Não sei nada sobre o enredo, mas só de imaginar no que pode vir, tenho certeza que será ótimo. Por exemplo, Fama também é uma Deusa da nossa Mitologia (tema que eu amo) e quem sabe pode estar no enredo, imagina o visual. Penso que devemos olhar fora da caixa, daí veremos quão legal e rico é o enredo Salgueirense.

Outro enredo que precisa ser mais visto, ganhar mais notoriedade e destaque é o enredo da União da Ilha. Vinicius de Moraes é um dos melhores poetas que nosso país teve e esse enredo trás a tona sãs várias vertentes do Poetinha. A sinopse perfeita, muito bem elaborada por Alex de Souza apresentada de forma magistral no sábado na quadra Insulana deixou a impressão de que se o desfile seguir a mesma linha teremos um belo espetáculo, bom pros olhos e pro coração do sambista.

É esperar para ver…
 

Comente: