Guilherme Gonçalves analisa a bateria do Sossego no desfile

Por Guilherme Gonçalves

sossego_desfile_2018_62Em seu segundo ano à frente da bateria Swing da Batalha, mestre Átila está conseguindo realizar um bom trabalho e teve um rendimento superior que no ano passado.

Muito boa a parte leve na frente da bateria, com destaque para o naipe de cuícas e agogôs. Chocalhos se apresentaram bem na parte rítmica.

No peso, os surdos, principalmente, as “segundas”, começaram com uma afinação muito alta e caíram quando a bateria entrou na avenida. Poderia ter havido mais cuidado com a manutenção da afinação durante o desfile.

As caixas de 14 polegadas, que vieram com uma afinação grave lembrando a sonoridade do Império Serrano, tiveram um bom desempenho. Fechado a bateria, duas fileiras de tamborins que ficaram um pouco isolados do resto da bateria, tendo em alguns momentos certa dificuldade de encaixar com o resto da bateria.

Bom conjunto de “bossas”, encaixados com o samba e com boa execução na maior parte do desfiles.

Um comentário em “Guilherme Gonçalves analisa a bateria do Sossego no desfile

Os comentários estão desativados.