Império Serrano aposta na experiência da Trinca de Ouro da agremiação

 

 

Comprometimento e inovação. Essas são as palavras de ordem para o sucesso do G.R.E.S. Império Serrano no Carnaval de 2013. A definição parte dos consultores técnicos da agremiação, Arandi Cardoso dos Santos, o Careca do Império, Sérgio Amaro da Silva, o Sérgio Jamelão, e Valdir Sampaio dos Santos, o Carola, agora com a responsabilidade de levar toda experiência adquirida desde a fundação da escola, em 1947, a todos os segmentos. O convite do presidente da agremiação, Átila Gomes, visa resgatar a memória da escola de samba da Serrinha com a Trinca de Ouro do Império, personalidades fundamentais para retornar aos tempos áureos da verde e branco de Madureira.   

Careca do Império, Carola e Sérgio Jamelão foram categóricos ao afirmar que o desfile deste ano do Império Serrano melhorou cerca de 90%, comparado aos últimos anos. O trio atribui a conquista à visão de futuro e a administração de Átila Gomes, que, segundo eles, têm grandes chances de levar a agremiação ao seu devido lugar, no Grupo Especial.

A Trinca de Ouro Imperial assinam a autoria do passo marcado, da coreografia nas alas, do carro alegórico, das escolas de samba mirins, dos ensaios nas quadras aos sábados, do Samba Show e do Botequim do Império, criações que revolucionaram o mundo do samba e se tornaram febre em todas as quadras do Rio de Janeiro e de São Paulo. Este ano, os baluartes levaram para a família imperiana um projeto inovador, o ”Comprometimento Imperial Carnaval 2013”, cuja promessa é fazer uma mudança de 360 graus em todos os segmentos da escola, com o objetivo de torná-la uma das maiores empreendedoras do Carnaval carioca, como no passado.

– Nossa Trinca de Ouro tem vasta experiência e técnica para levar o Império de volta aos tempos gloriosos na avenida – aposta Átila Gomes.

Guardado a sete chaves por Careca do Império, idealizador do projeto, a agremiação espera impressionar até mesmo os maiores especialistas em Carnaval, no próximo ano. O segredo é um misto de experiência e estratégia, independente do enredo que o G.R.E.S. Império Serrano leve para a Sapucaí, em 2013.

Experiência de quem sabe de fato

Aos 67 anos, Careca fala com a propriedade de quem realmente entende do assunto. Ele destaca que a gestão de Átila tem o privilégio que ele próprio, Sérgio Jamelão e Carola não tiveram no passado: aprender com os mais experientes. Com uma história de vida gloriosa no mundo do samba, Careca ficou conhecido como um dos “Péles do Samba”, trio de ouro de passistas da verde e branco de Madureira, ao lado de Sérgio Jamelão e de Jorginho do Império. O integrante da Trinca de Ouro Imperial contribuiu muito para a história do Carnaval carioca. Careca é fundador da primeira escola de samba mirim, a Império do Futuro, criador o primeiro carro alegórico, e ao lado de Sérgio Jamelão implantou o passo marcado e a coreografia nas alas da escola de samba da Serrinha.

– O Império cria os talentos e as outras escolas carregam. Por isso, inovação e comprometimento são peças chaves para o sucesso da nossa escola. O Átila nos deu uma grande oportunidade, a de passarmos todo nosso conhecimento para os dirigentes e componentes da escola. Vamos retomar nosso lugar no Grupo Especial, conquistar títulos e voltar ao passado, quando ninguém dizia que uma escola era campeã sem antes o Império Serrano desfilar – relembra Careca do Império.

Quando Sérgio Jamelão, 67 anos, se manifesta quanto às suas expectativas para o Império, não é diferente. Imperiano de fé e vencedor de dois estandartes de ouro de melhor mestre-sala, nos anos de 75 e 80, ao lado das porta-bandeiras Alice e Maria, respectivamente, é reconhecido por grandes nomes do samba por sua característica peculiar, o gingado malandro.

– Apanhamos muito, não fomos reconhecidos nem respeitados por nossa experiência em algumas gestões. Se não fosse o Átila, um jovem comandante de um grupo jovem, com a responsabilidade de resgatar valores do nosso Império Serrano, eu não estaria aqui. Nossa meta é voltarmos aos grandes espetáculos que o Império apresentava na avenida – disse Sérgio Jamelão, ao recordar o Carnaval de 1965, quando a arquibancada aplaudiu de pé o desfile da verde e branco de Madureira, invadiu a passarela e caiu no samba, com o enredo “Os Cinco Bailes da História do Rio”.     

O experiente Carola, 66 anos, tem papel de destaque na história do G.R.E.S. Império Serrano. Carola, um dos percussores do passo marcado, tendo sido presidente de ala por muitos anos, diretor de Carnaval e presidente do Conselho Deliberativo, destaca a Sinfônica do Samba, premiada bateria da agremiação, como um dos pontos mais fortes da escola da Serrinha.

– O Império fez um grande desfile esse ano e não tenho a menor dúvida que temos a melhor bateria do Carnaval carioca. Fico muito feliz pelo reconhecimento do Átila ao nos convidar para fazermos esse intercâmbio com os mais novos. Além de imperianos e de termos acompanhado a história da escola de perto, queremos dar a nossa contribuição para colocar todos os segmentos nos eixos, para que a nossa agremiação volte ao seu lugar de destaque no Carnaval carioca. Todos juntos vamos dar a volta por cima – afirma o otimista Carola, citando os últimos anos em que a verde e branco de Madureira ficou fora da elite do Carnaval carioca.  

 
Para a direção do G.R.E.S. Império Serrano, Careca, Sérgio Jamelão e Carola são patrimônios históricos da escola, fundamentais para manter a tradição imperiana.

– É a nova direção do Império buscando em sua fonte inspiração e conhecimento para mesclar a essência tradicional do passado com a modernização incessantemente. Assim, alcançaremos a vitória. Modernizar para sermos competitivos, mas sem perder a nossa essência, que é o maior patrimônio da escola! – conclui Jener Tonasso, superintendente do Império Serrano.