Indefinição nos barracões das escolas do Grupo de Acesso persiste

Ao que parece, o imbróglio envolvendo os barracões das escolas de samba dos Grupos de Acesso A e B está longe de ter uma solução. De acordo com o presidente da Lesga, Reginaldo Gomes, ainda não existe nem mesmo previsão de data para que as escolas se instalem no galpão conseguido pela Prefeitura na Avenida Brasil, altura do bairro do Cajú.
 
– Essa questão ainda não avançou. Não tem nenhuma novidade. Já busquei respostas junto a Prefeitura, liguei pra lá, mas ainda não sei quando a mudança acontecerá. Já até disse para as escolas darem início aos seus trabalhos onde estão no momento – revelou Reginaldo.
 
No dia 6 de julho, durante o sorteio da ordem de desfile do Grupo Especial, o secretário de turismo do Rio, Antonio Pedro Figueira de Mello, revelou com exclusividade ao CARNAVALESCO que as escolas deveriam mudar-se para o local em breve, mas, na semana seguinte, uma operação policial realizada no local desmantelou uma quadrilha que agia dentro de um dos galpões que serão ocupados, fato que estaria atrasando a mudança das agremiaçõe