Ivo é aclamado presidente da Mnagueira

 

 

Durante a coletiva da comissão eleitoral da Mangueira, no barracão da agremiação, na Cidade do Samba, foi anunciado que o atual presidente da escola, Ivo Meirelles, continuará comandando a Verde e Rosa pelos próximos três anos. O dirigente será aclamado após reunião da Comissão Eleitoral. As outras duas chapas que concorreriam, foram impugnadas pela comissão. A chapa "Raízes da Mangueira", de Percival Pires, apresentou problemas como o descumprimento do estatuto. De acordo com a Comissão, não qualificaram os candidatos e nem reuniram todas as assinaturas necessárias (ao todo são 42 assinaturas para formação da chapa, uma de cada membro da mesma). Além disso, a chapa teria apresentado duplicidade de nomes na relação apresentada. Já a chapa "Levanta Mangueira", que no começo tinha como presidente, Marcos de Oliveira e durante o processo mudou para Raymundo de Castro, e devido a esta troca teve sua candidatura impugnada. Além disso, entregou os documentos na secretária da quadra um minuto após o prazo, que se encerrou às 17h do último dia 17 de abril. As duas chapas também teriam apresentado pessoas em dívida com a mensalidade da escola.

A comissão eleitoral da Mangueira é formada por três membros: O presidente, Dr.Armando Barros, sócio da escola desde 92, e foi responsável pelo departamento jurídico na gestão de Roberto Firmino; Dr.Luiz André Vasserstein, membro desde 87 e um dos fundadores da Vila Olímpica da Mangueira, também participou do departamento juridico na gestão Roberto Firmino; e por último, Dr.Paulo Frederico, que começou na bateria, ala que atualmente é um dos coordenadores, ele também foi advogado da bateria quando Ivo Meirelles do presidente da ala.

 

De acordo com o Dr. Luiz André Vasserstein, o sumiço de alguns documentos importantes para a eleição, entre eles, o livro de atas, não atrapalharam o andamento das inscrições no pleito.

 

– A Comissão conseguiu sanar essa situação – disse ele. Vale lembrar que os documentos teriam sumido durante a invasão de traficantes à quadra da escola, denunciada pelo presidente Ivo Meirelles no mês passado. De acordo com o estatuto mangueirense, a comissão eleitoral é indicada pelo presidente em exercício. 

 

 

Comente: