Ivo Meirelles diz que Mangueira alcançou seu objetivo na gravação do CD

Recheada com diversas personalidades da música popular brasileira, a gravação oficial da Mangueira no CD dos sambas-enredo do Carnaval 2012 acabou recebendo algumas críticas pela diversidade de vozes na primeira passada do samba, mas o presidente da Verde e Rosa, Ivo Meireles, garante que o objetivo da escola foi alcançado.

– Conseguimos alcançar o objetivo. A ideia era essa mesmo, fazer algo diferente de todo mundo. Vai ser igualzinho nos outros anos. Todo mundo critica, mas chega na hora do desfile a Mangueira mostra a sua qualidade, mostra que estava certa. Foi assim com diversas coisas nesses últimos anos e vamos provar que estamos certos de novo. Algumas críticas eu até entendo, mas o mangueirense está muito feliz com a gravação do samba da Mangueira. As pessoas de fora do mundo do samba, amaram essa gravação, estão elogiando bastante e isso é importante.

Já sobre a situação financeira da escola que, assim como as demais do Grupo Especial e dos demais grupos do carnaval carioca, ainda não recebeu a subvenção pública, Ivo relembrou seus outros dois anos de seu mandato na Verde e Rosa.

– Já estou acostumado a administrar a miséria. Vamos desse jeito mesmo, mas cientes das nossas dificuldades. Nos últimos três anos foi assim e agora não será diferente – afirmou.

Quarta escola a desfilar na segunda-feira de carnaval, a Estação Primeira de Mangueira tentará o 19º título de sua história falando sobre o bloco carnavalesco Cacique de Ramos. O enredo será desenvolvido pelo carnavalesco Cid Carvalho, que estreia na escola. A última conquista da Verde e Rosa aconteceu em 2002.

Comente: