Ivo Meirelles emite comunicado sobre decisão da justiça

 

 

Depois da liminar concedida pela 36ª Vara Cível do Rio de Janeiro à chapa Raízes da Mangueira, comandada pelo candidato a presidência da Verde e Rosa, Percival Pires, suspendendo o processo eleitoral da escola, o presidente da Mangueira, Ivo Meirelles, emitiu comunicado oficial sobre o caso e contou como recebeu a notícia da suspensão. Confira abaixo, a íntegra da nota oficial enviada pela assessoria de imprensa da escola:

 

Na qualidade de PRESIDENTE DO GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA, e tendo em vista inúmeras informações  desencontradas e declarações  inverídicas que estão sendo divulgadas nos meios de imprensa, venho esclarecer o que efetivamente ocorreu nos dias anteriores ao término do processo eleitoral de nossa querida Escola.


Foi com grande surpresa que tomei conhecimento de ação judicial proposta, propositalmente, na véspera da eleição, pela chapa “RAÍZES DA MANGUEIRA”, alegando supostas irregularidades no respectivo processo eleitoral, o que será amplamente defendido e contestado em sede judicial. 'E repulsiva a forma como passam por cima dos interesses da escola por legitimidade e tranquilidade, insistindo em criar obstáculos através de alegações inverídicas, sabendo da fragilidade de seus propósitos. Ocorre que fui intimando da mesma, por oficiais de justiça, dia 27/04/2012 à noite, horas antes do início do prazo para as eleições, tendo que tomar às pressas todas as providências necessárias no sentido de acatar a respectiva decisão liminar, a qual foi proferida pelo D. Juízo da 36ª Vara Cível da Capital, nos seguintes termos:


"Diante disso, defiro a liminar requerida para sustar qualquer ato de processo eleitoral na requerida até posterior decisão deste juízo seja eleição ou aclamação devendo o atual presidente ser intimado desta decisão imediatamente sob as penas da lei.
Deve, ainda a atual diretoria permanecer até que seja designada outra assembleia para eleições gerais a ser marcada pelo judiciário.
A matéria está agora sob o manto do Poder Judiciário.
Expeça-se mandado neste sentido aproveitando mesmo mandado para efetuar a regular citação da ré."

 
Ressalto que em face disto, comuniquei imediatamente à Comissão Eleitoral, minha orientação no sentido de cumprir o comando judicial e evitar tumulto em nossa Agremiação, o que felizmente conseguimos.


Vale destacar que o trecho acima transcrito é o verdadeiro teor da decisão, que, infelizmente, ao que parece, não vem sendo divulgado na íntegra por alguns meios de imprensa, razão pela qual divulgo o presente Comunicado Oficial.


A não ocorrência de eleições, primariamente calcada no atendimento a nosso estatuto, que em suas detalhadas premissas via vicio nas duas chapas de oposição, agora estava sendo imposta por essa liminar.

 
Por fim, informo que esta foi a única decisão judicial que fui intimado! Entretanto, tendo em vista as notícias divulgadas na imprensa de que a outra chapa “LEVANTA MANGUEIRA”, também obteve decisão liminar favorável, me reservo ao direito de comentá-la, apenas após ser devidamente intimado!


Amo minha Escola e na qualidade de Presidente sempre honrei o Estatuto e as tradições da Estação Primeira de Mangueira e tão logo o Poder Judiciário tome conhecimento da veracidade dos fatos, e do que prega o estatuto que nos regula e que foi composto e revisto por nossos veneráveis antecessores, do qual não alterei uma linha sequer, tenho certeza que serei reconhecido presidente em um segundo mandato! 


Deixo aqui minhas saudações à nação Mangueirense e reitero que agi e sempre agirei norteado pelo amor a nossa escola e sempre em acordo com nosso estatuto e com o que preza o verdadeiro respeito a nossa bandeira.

 
Rio de Janeiro, 30 de abril de 2012.
 
IVO MEIRELLES
PRESIDENTE DO GRÊMIO RECREATIVO ESCOLA DE SAMBA ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA 

Comente: