Jorge Castanheira explica mudanças no quadro de jurados

 

 

​O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, conversou com a imprensa depois do primeiro dia de cursos para os jurados do Carnaval 2014, na sede da Liga, no centro do Rio. Nesta quarta-feira houve a reunião com os julgadores dos quesitos Enredo, Conunto, Alegorias e Adereços e Comissão de Frente. Também participaram presidentes e diretores de carnaval das 12 agremiações do Grupo Especial. Seis julgadores foram substituídos em relação à folia de 2013 e um deles (Emil Ferreira) volta a julgar Alegorias, depois de analisar Fantasias.

 

Jorge Castanheira afirmou que a mudança no quadro de jurados faz parte de um processo de renovação gradual. – Alguns julgadores já estão com a gente há muitos anos. Acabam criando vícios naturais de julgamento. Trocamos praticamente 10% do quadro em relação a 2013. Pretendo fazer isso todo ano, se possível – disse Castanheira.

 

Também participaram do encontro com os julgadores e os representantes das escolas o diretor de carnaval da Liga, Elmo José dos Santos e o diretor de operações da Riotur, Luiz Gustavo Mostof. – Essa integração entre pfereitura e Liga garante a lisura do processo. Queremos um julgamento retilínieo e coerente com o que se viu na avenida. Isso valoriza o carnaval – afirmou Jorge Castanheira.

 

Única mudança no regulamento

 

O presidente da Liesa disse que o bom senso precisa prevalecer e o julgador não pode ficar amarrado pelo regulamento e lembrou o caso dos bombeiros no desfile da Unidos da Tijuca em 2013. – Ali houve uma questão de segurança, o jurado não pode levar em consideração como corpo estranho na alegoria. Mas uma mochila deixada ali ou qualquer outro corpo estranho deve ser sim penalizado pelo julgador – explicou.

 

O regulamento não mudou quase nada em relação ao carnaval passado. A única alteração diz respeito ao Desfile das Campeãs. – A escola que levar um contigente muito pequeno para o Sábado das Campeãs levará uma multa maior (passou de R$ 60 para R$ 100 mil). É uma forma de respeitar o público que paga caro pelo espetáculo – disse Castanheira.

 

Nas próximas duas quartas acontecem as reuniões com os demais seis quesitos restantes. Na primeira, Samba-Enredo, Harmonia e Evolução e na segunda Bateria, Fantasias e Mestre-Sala e Porta-Bandeira.

Comente: