Laíla aponta erros que tiraram o bi da Beija-Flor e reclama de algumas justificativas

As justificativas para as notas de enredo recebidas pela Beija-Flor no último carnaval não deixaram nada satisfeito o diretor de carnaval da escola, Laíla. Para ele, a impressão que passa nos argumentos escritos pelos julgadores é de que '' foi combinado''. Laíla falou também sobre reunião que teve com a comunidade nilopolitana na última semana.
 

– Foi uma reunião para conversamos com a nossa comunidade sobre alguns erros que aconteceram nesse carnaval e que não podem se repetir. Um deles, foi colocar a Velha Guarda no local errado no desfile. Nós lemos todas as justificativas para os nossos componentes e promovemos um debate. Achei que fomos muito prejudicados em alguns quesitos. Enredo é um deles. As justificativas parecem ter sido combinadas entre os jurados. Teve julgador dando sugestão do que deveríamos fazer. Isso não pode acontecer. Perdemos alguns décimos em alegorias também que achei injusto. Teve escola passando com ferro aparecendo e tomando a mesma nota que nós. Outro de fantasia disse que não conseguiu avaliar as fantasias. O cara teve 80 minutos para avaliar as fantasias e mesmo assim não conseguiu – disse Laíla, bastante contrariado.
 

O quesito enredo foi o mais penalizado pelos jurados no desfile da Beija-Flor de Nilópolis, foram quatro notas 9,8. Perguntado sobre a avaliação que faz da comissão de carnaval, Laíla elogiou o trabalho de Fransérgio, Bira, Victor Santos, André Cezari e Bianca Behrands, mas fez uma ressalva.
 

– Não tenho nada para reclamar do trabalho da minha comissão, mas vamos conversar, colocar os nossos pés no chão e tentar entrar mais no carnaval atual.
 

Apesar de reclamar de algumas notas, Laíla admitiu que alguns erros grosseiros foram cometidos pela Beija-Flor. Segundo ele, muita coisa que havia sido planejada por ele não foi seguida à risca por integrantes da direção de harmonia, fato que prejudicou bastante alguns pontos do desfile da escola.
 

– É importante ressaltar que eu havia feito um planejamento para que a comissão encerrasse o seu desfile com 30, 33 minutos, mas não foi isso que aconteceu. Eles chegaram na Praça da Apoteose com mais de 40 minutos de desfile. Não era para a Alcione subir no Carvalhão. Aconteceu e isso atrasou ainda mais. A Selminha e o Claudinho tinham que começar a dançar na primeira vez que cantava o refrão e não fizeram, dançaram na segunda vez. Tudo isso multiplicado em todas as cabines prejudica muito o desfile. Por isso é que no final tive que apertar um pouco mais o andamento da escola na pista.
 

Já sobre a comissão de frente, Laíla sequer pronunciou o nome de Fábio de Mello, apenas, quando se referia ao coreógrafo que comandou a comissão de frente da Beija-Flor no último carnaval, falava ''o cara''. Para substituir o experiente coreógrafo, o diretor de carnaval garantiu ver em sua própria comunidade pessoas com potencial para comandar a comissão de frente.
 

– Acho que ele próprio se desligou ao dar aquelas declarações infelizes após o carnaval. Não me meto em comissão de frente. Apenas, quando o trabalho está pronto, eu digo o que acho. Este ano, nem isso fiz. Deixei ele bem a vontade, mas pelo que consta, ele não fez nada, apenas os auxiliares faziam. Na minha comunidade existem pessoas capazes para ocupar essa vaga. Só existe um profissional no mercado que interessaria trazer para cá, mas ele está empregado e nós não aliciamos ninguém.
 

Na última semana foi noticiado também que haveria mudanças na diretoria da bateria da Beija-Flor. Laíla deixou claro que Rodney, Plínio e Binho continuam e que a intenção dele é diminuir o número de diretores auxiliares. Atualmente são 13, mas Laíla quer reduzir para seis, um para cada naipe de instrumento. Sobre o enredo do ano que vem, sobre a raça de cavalo Mangalarga Marchador, Laíla esclareceu a confusão sobre a entrada do café no enredo.
 

– O enredo não é sobre o café. É sobre a raça de cavalo Mangalarga Marchador e o ciclo do café, tanto quanto o ciclo do ouro, usou o lombo desta raça para o transporte do que era colhido.
 

O site CARNAVALESCO apurou também que, durante a reunião, Laíla teria dito a comunidade nilopolitana que se sair da Beija-Flor se aposentará. Esta semana ele deverá se reunir com a diretoria da escola para definir questões sobre o próximo carnaval.
 

Comente: