Lucinha Nobre diz que pode encerrar a carreira em três anos

 

A aparência exausta de Lucinha Nobre na saída da Avenida do Samba refletia todo o esforço da porta-bandeira, que mal conseguia descrever a sensação no final do desfile.

– Uma energia muito grande, sei lá, uma emoção – afirmava ela, após ser amparada por componentes na dispersão.

Uma pausa para respirar, desafrouxar a roupa e ela já estava recomposta. Mais calma, ela explicou o que estava sentindo realmente.

– Tudo o que passamos para chegar até aqui… Hoje teve uma energia diferente – relatou a porta-bandeira, que realizou o seu 27° desfile, sendo 15 deles acompanhados pelo seu atual parceiro, Rogerinho.
 

Lucinha se orgulha de ter começado praticamente junto ao Sambódromo, inaugurado em 1984, e só tem elogios à reforma.
 

– Muito bom poder dialogar com os dois lados – pontua. Em meio a muita emoção, a porta-bandeira confidenciou que pretende se aposentar do posto – Espero encerrar minha carreira daqui a três anos. É complicado deixar o filho em casa… – interrompe, com os olhos marejados.