Malandro Batuqueiro conquista o lançamento do CD do Grupo Especial para o Carnaval de 2016

A grande festa de lançamento CD das escolas de samba do Grupo Especial para o Carnaval de 2016, na noite desta terça-feira, na Cidade do Samba, teve no Acadêmicos do Salgueiro o grande destaque do evento. O Malandro Batuqueiro da Vermelha e Branca da Tijuca depois de sair-se vitorioso na histórica final da Academia, deu uma demonstração irrefutável de sua força durante sua apresentação. Penúltima agremiação a se apresentar no palco, por ter sido a vice-campeã de 2015, o Salgueiro sacudiu a Cidade do Samba e os refrões do valente samba foram os grandes triunfos da dupla Leonardo Bessa e Serginho do Porto. Um sacode legítimo de uma escola que está convencida em não deixar o décimo título escapar desta vez. Com uma das safras mais elogiadas desta década, a noite de lançamento contou com apresentações de alto nível e além do próprio Salgueiro, Beija-Flor, Unidos da Tijuca, Portela, Imperatriz e Vila Isabel ajudaram a manter o alto nível.

* VEJA AQUI FOTOS DO LANÇAMENTO DO CD 

* VOTE: QUAL É O MELHOR SAMBA PARA 2016?

* VEJA AQUI: LUIS CARLOS MAGALHÃES COMENTA O QUE VIU NO LANÇAMENTO DO CD

O produtor do CD, que há mais de quatro décadas tem esta incumbência, Laíla, deixou mais uma vez seu posicionamento forte sobre o atual momento do gênero samba-enredo. – Graças a Deus estamos conseguindo colocar na cabeça dos mestres de bateria e diretores de carnaval que o samba não pode ser apresentado com as baterias tocando nesse andamento tão acelerado. O resultado disso é uma safra de sambas espetacular. Fico feliz por ter dado mais uma vez minha contribuição ao lado de toda a minha equipe – resumiu o diretor de carnaval da Beija-Flor.

* OUÇA AQUI OS SAMBAS PARA O CARNAVAL DE 2016

* VEJA AQUI: FOTOS DAS PERSONALIDADES PRESENTES

O presidente da Liesa, Jorge Castanheira, fez um breve discurso de agradecimento antes das apresentações começarem. – É mais uma etapa que atingimos no planejamento do carnaval. Mais uma vez um CD com grandes sambas que vai possibilitar que as escolas façam grandes desfiles. Parabéns a todos envolvidos no processo. Que seja mais um sucesso – definiu Jorginho, que revelou para o site CARNAVALESCO a data de 16 de dezembro para que o DVD feito na gravação dos sambas esteja nas lojas.

ANÁLISE DO SITE CARNAVALESCO: APRESENTAÇÕES NO LANÇAMENTO DO CD DE 2016

Estácio de Sá: Somente o intérprete Wander Pires cantou a obra, com sua habitual competência. Um grande mistério envolveu a ausência do intérprete Leandro Santos. Segundo a escola, o cantor teve um problema de saúde, mas sua página no Facebook, o cantor postou: 'Me ensinaram que o silêncio também é uma resposta'. Apesar da escola ter falado que o intérprete Dominguinhos do Estácio não compareceu por ter que ser poupado pois terá que fazer uma cirurgia, a esposa do cantor procurou o site CARNAVALESCO para informar que o procedimento cirúrgico ainda não foi realizado, que poderia ter participado do lançamento do CD, mas que ele não esteve na festa, porque não recebeu convite da agremiação. Durante a apresentação foi possível notar na torcida muita emoção pelo retorno da Vermelha e Branca ao Grupo Especial, a obra acabou tendo um bom rendimento. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Vila Isabel: O samba mostra a cada apresentação sua elevada qualidade poética e melódica. Com a habitual garra de sua comunidade, a Vila se destacou na noite de apresentações, com o talento do intérprete Igor Sorriso e sua firme condução do samba no palco. Uma obra que tem tudo para acontecer na Avenida. Destaque também para a bela apresentação do casal, Phelipe Lemos e Dandara Ventapane, talentosos e cheios de raça, uma dupla que promete brilhar em 2016. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Mangueira: Aos poucos Ciganerey vai se encaixando na escola e ganhando entrosamento dentro do carro de som. Entretanto, ainda existem um caminho a percorrer para deixar a obra pronta para o desfile, o que é algo natural. Com um dos melhores sambas da safra, faltou um pouco da corriqueira garra mangueirense. Destaque para o casal nota 40 de mestre-sala e porta-bandeira, Raphael Rodrigues e Squell, que dançou embaixo do palco na última passada do samba. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

União da Ilha: O intérprete Ito Melodia defendeu a obra como sempre com sua empolgação e interatividade com o público. Mas a apresentação esteve aquém do padrão que a escola pode oferecer. Ainda faltam ajustes na obra, que precisa ter um melhor rendimento. O casal Marcinho e Shayene mostrou garra e cantou o samba, porém também pode ter mais conquistas no ensaio técnico e até o desfile oficial. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

São Clemente: Segura apresentação de Leozinho Nunes em sua primeira grande aparição como substituto de Igor Sorriso. Com o estilo característico da escola dos intérpretes de empolgação, Leozinho soube dosar o momento certo entre empolgar e cantar o samba. Como de hábito, o "folião" e presidente Renatinho Gomes se acabou no meio do público. O casal nota 40 Fabricio e Denadir também foi o destaque. A escola da Zona Sul segue vivendo seus melhores momentos no Grupo Especial. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA 

Mocidade: O intérprete Bruno Ribas foi o ponto de acerto da apresentação, conduzindo muito bem o samba. Porém, o andamento adotado para a execução ficou excessivamente dolente, a obra acabou tendo uma apresentação sem contagiar o independente, distante do que o samba pode atingir. O casal Diogo e Cristiane fez uma apresentação já entrosada e com expectativa de bom rendimento no ensaio técnico e desfile oficial. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Imperatriz: O samba mais popular da safra não deu o sacode esperado, apesar de ter passado muito bem. O intérprete Marquinhos Art'Samba, estreando no Grupo Especial, fez uma apresentação brilhante, comprovando todo o seu talento, que já era conhecido na Série A, quando estava na Unidos de Padre Miguel. Tal qual na faixa do CD, o cantor só atuou na segunda passada da obra, com a primeira parte ocupada pela cantora Lucy Alves, ex-The Voice. A dupla homenageada Zezé di Camargo e Luciano não compareceu. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Rogerinho e Raphaela, ainda precisa de mais entrosamento, a dupla ensaia junta desde outubro apenas. Os dois possuem muito potencial para brilharem em 2016. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Portela: Outro samba candidato a disputar prêmios, a obra da Portela foi executada com bastante segurança pela dupla Gilsinho e Wantuir. Foi um dos sambas mais cantados pelo público na noite de apresentações, incluindo, mesas de outras agremiações. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Alex e Daniele, é um outro ponto de segurança. Os portelenses estão animados. Fazendo o dever de casa, o sonhado título pode ficar cada vez menos distante. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Unidos da Tijuca: O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Julinho e Rute, deu um autêntico show de garra e técnica. A dupla, uma das melhores, mostrou que vai perseguir forte a nota 40. O elogiado samba tijucano está no hall dos melhores para 2016. Tinga mostrou o porque de estar no melhor período de sua carreira como intérprete. Comandou a apresentação com garra e sabendo interpretar com perfeição a obra assinada por Dudu Nobre, Gusttavo Clarão, Zé Paulo e parceiros. A escola do Borel em ano par costuma faturar o título. Será? * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Grande Rio: O empolgante e talentoso Emerson Dias caprichou no visual e fez a obra crescer em relação à faixa do CD. A tricolor de Caxias teve uma das torcidas mais animadas da noite de apresentações e o samba da escola tem potencial de acontecer na avenida. O casal Daniel e Verônica mostrou bastante segurança. Com o aporte de Santos, o talento do carnavalesco Fábio Ricardo e o conjunto da Grande Rio não será surpresa o sucesso do desfile em 2016. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Salgueiro: A grande estrela da noite ficou por conta da Academia do Samba. Uma apresentação irretocável do início ao fim. A dupla de cantores, Leonardo Bessa e Serginho do Porto, deu um show de entrosamento e ousadia, jogando o canto do refrão principal para o público, que correspondeu à altura. O Malandro Batuqueiro mostrou sua força. O casal Sidclei e Marcella Alves é outro quesito com certeza de pontuação máxima. Em busca de décima conquista, o Salgueiro caminho por trilhos corretos para alcançar seu objetivo. Agora, o negócio é saber conviver com o favoritismo para evitar que algum tropeço aconteça. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Beija-Flor: Os críticos do samba nilopolitano terão de colocar as barbas de molho. Ao menos pela apresentação na noite de lançamento, a Beija-Flor mostra que tem samba para brigar pelo sonhado bicampeonato. Ainda abalado com a perda da irmã, Neguinho imprimiu seu peso à apresentação e a Azul e Branca fechou a noite de festa com chave de ouro. O cantor mostrou porque é o substituto de Jamelão no coração dos sambistas. Deu seu toque peculiar na obra e ainda viu o casal Selminha Sorriso e Claudinha bailar com maestria no palco da Cidade do Samba. * OUÇA AQUI AO VIVO COMO PASSOU O SAMBA

Homenagem a irmã de Neguinho e encerramento apoteótico com a Deusa da Passarela

A noite de festa terminou com um misto de tristeza e alegria. O locutor oficial da noite, Jorge Perlingeiro, prestou condolências a Neguinho da Beija-Flor pela morte da irmã, Tina, no domingo. O cantor prestou sua homenagem à irmã. – Mesmo triste com uma perda dessas a gente sabe que o show precisa continuar. Ela está feliz em algum lugar agora – resumiu o intérprete que mandou um "Alô Tina" durante a apresentação da escola de Nilópolis.

Todos os integrantes da escola estavam com uma fita preta em sinal de luto fixada ao corpo. A Beija-Flor apresentou um mini show de encerramento com passistas e a participação da Orquestra Maré do Amanhã, que se fará presente no desfile da escola. A noite de celebração dos sambistas se deu com Neguinho cantando sambas históricos da Beija-Flor e a apresentação dos segmentos.