Mangueira homenageia Luizito no CD e componentes cantam forte na gravação do coro

O mangueirense mostrou que a aura de emoção contida na sua grande final de samba não se dissipou. A Mangueira foi a primeira agremiação do Grupo Especial a iniciar a gravação das bases de sua faixa no CD da Liesa para o Carnaval 2016. O samba, carregado de emoção, fez com que cada componente tirasse o canto da alma. A escola vai prestar uma homenagem ao intérprete Luizito na introdução da faixa, conforme explica Ciganerey. – Vou fazer uma mescla do meu grito de guerra com o do meu grande e saudoso amigo. A gravação foi ótima. A gente mudou um pouco a entonação em alguns versos. No "Explode coração", demos uma "levantada", para dar mais ênfase, dar mais vida ao samba. Acho que funcionou muito bem. É um grande samba, eu tenho certeza de que vai ajudar a Mangueira a fazer um belo desfile – contou Ciganerey ao CARNAVALESCO. O samba foi gravado em fá sustenido.

* VEJA AQUI: SEGMENTOS CANTAM O SAMBA DA MANGUEIRA PARA 2016

* OUÇA AQUI: O SAMBA DA MANGUEIRA NA VERSÃO CONCORRENTE

Bateria deixa o samba ser a estrela da faixa

A bateria "Tem que respeitar meu tamborim" iniciou os trabalhos, sob o comando dos mestres Vitor Art e Rodrigo Explosão, e adotou o andamento de 146 BPM para a faixa da agremiação. – Não implementamos bossas demais, pois as pessoas ouvem CD para conhecer o samba e não a bateria. Isso nós deixamos para a avenida. Estamos bastante satisfeitos e a faixa ficará bonito temos certeza – explicou Vitor Art à reportagem do CARNAVALESCO.

* VEJA AQUI: FOTOS DA GRAVAÇÃO DO SAMBA

Sempre emotivo e apaixonado, o ex-presidente da verde e rosa, Álvaro Luiz Caetano, o Alvinho, chamou os componentes antes da gravação do coro com a comunidade. – Estou vendo um mar verde e rosa diante de meus olhos. O rosa do amor e o verde da esperança, a fé que a nossa escola vai ser campeã do carnaval – filosofou Alvinho, para o delírio dos mangueirenses.

* LEIA AQUI: MARIA BETHÂNIA GRAVA O ALUSIVO NO CD

O presidente Francisco de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, agradeceu a força de cada componente. – A Mangueira deve demais a cada um de vocês, que está aqui desde a tarde e não arredou o pé, por amor à escola. Devo agradecer de coração à garra de vocês – disse Chiquinho.

O intérprete Ciganerey conduziu a gravação das bases junto da bateria e do coro, auxliando o canto de maneira correta. Em sinal de respeito aos compositores e à disputa de samba, a escola não fez alterações na letra do samba. Apenas o verso "Explode Coração" no refrão teve sua melodia modificada para adequar o canto, conforme explica o diretor de carnaval Junior Schall. – É uma medida que deixa o canto mais confortável, mas foi só isso. Nosso samba tem evoluído desde a escolha e vamos trabalhar para que cresça muito ainda até o desfile – afirmou Schall.

Com o enredo "Maria Bethânia – A menina dos olhos de Oyá", a Mangueira será a sexta escola a desfilar na segunda-feira de carnaval pelo Grupo Especial.