Marquinhos se afasta da presidência da Estácio de Sá

O presidente da Estácio de Sá Marcos Aurélio Fernandes, através desta nota, comunica seu afastamento das funções de presidente executivo da agremiação.  Á frente da Estácio desde maio de 2009, o presidente comunicou sua saída após a prestação de contas que aconteceu na noite desta terça-feira, dia 3 de maio, na quadra da escola.

Após ter as contas de sua gestão, referentes ao Carnaval de 2011, aprovadas em Assembléia geral extraordinária, Marquinhos, optou em se afastar da escola e alegou motivos de ordem profissional.

– Lutei para colocar a escola num patamar mais profissional, adotando práticas de gestão e controle, que é o que as organizações modernas fazem hoje, mais não foi suficiente. Há ainda verdadeiros vícios que se o gestor vai contra, é visto como organizado demais para gerir a mesma. Dentro dos meus princípios não cabe isto, então preferi recuar. Vou me dedicar a outros projetos profissionais que sejam sempre relevantes para o coletivo, mas onde não terei que me deparar com correntes que insistem em permanecer na contra mão do mundo atual e do qu e uma comunidade espera de qualquer um que vá gerir uma escola de samba – disse ele.

Marquinhos agradeceu o apoio da comunidade estaciana, onde começou como diretor de carnaval em 2005, quando a escola ainda estava no Grupo B.

– Minha família me ensinou o amor ao samba, lá atrás, passei por praticamente todas as funções dentro de uma escola de samba, de diretor de ala, diretor de harmonia a presidente, mas samba pra mim é um ideal, tenho as minhas convicções e não posso passar por cima delas para permanecer num cargo. Um homem precisa saber ceder para continuar traçando uma história limpa e sem feridas –  falou Marquinhos.

Além do presidente Marquinhos, entregaram seus cargos, alegando não haver clima na Estácio para a permanência dos mesmos, a vice-presidente executiva Alice Pereira Gomes, mais conhecida como Tia Alice; o presidente do Conselho fiscal Adilson de Almeida; o vice-presidente de finanças José Antônio Pezão; a responsável pelas alas de comunidade Ângela Lyra e a rainha de bateria Shayenne Cesário.

Quanto ao processo de eleição, de acordo com o estatuto da escola, a diretoria administrativa deverá convocar num prazo de trinta dias novas eleições para compor o novo quadro. Terão direito a voto e participação do pleito todo sócio-proprietário e o contribuinte que esteja em dia com suas obrigações estatutárias.