Maurício Mattos sobre o corte de Crivella: ‘É o limite de inteligência de um sujeito que não sabe viver um sonho de um povo que o elegeu’

protesto_pref6Proprietário do camarote Rio Samba e Carnaval, torcedor da Portela, e ex-presidente da Rocinha, o empresário Maurício Mattos conversou com o site CARNAVALESCO e defendeu os desfiles das escolas de samba e criticou a decisão do prefeito Marcello Crivella de cortar 50% da verba do Grupo Especial para o Carnaval 2018.

– Essa decisão é o limite de inteligência de um sujeito que não sabe viver um sonho e fantasia de um povo que o elegeu. O desfile das escolas de samba é um grande empreendimento da cidade. A decisão não é justa. Não pode jogar para iniciativa privada. Noto que a postura do prefeito, que viajou novamente para Europa, é um absurdo. Essa economia surge logo aonde temos resultado. Quem tem que investir nesse momento é a prefeitura que arrecada. Estou muito preocupado, porque sou um apaixonado pelo carnaval. Torço que tenha outra solução. Acho até que a prefeitura tinha que investir mais no projeto carnaval – comentou.