Max promete trabalho ‘diferente’ na Viradouro

Durante feijoada realizada em sua quadra na tarde deste domingo, a Unidos do Viradouro apresentou à comunidade o seu novo carnavalesco. Depois de deixar a Imperatriz Leopoldinense, Max Lopes está volta à Vermelho e Branco de Niterói. Será a segunda passagem de Max pela escola. Ele assinou os desfiles da Viradouro de 1990 a 1993 e conseguiu o único título da história da agremiação do Grupo de Acesso A(1990). Max Lopes falou sobre as expectativas de levar a agremiação de volta ao Grupo Especial.

– Acho legal essa volta. Foi uma recepção muito bonita na quadra. As pessoas mostraram vibração e euforia, a quadra veio a baixo quando fui apresentado. Já levei e apresentei um enredo para o Gusttavo (Clarão, presidente da escola) e acho que para semana teremos uma reunião que definirá o assunto. Sei que a escola tem dificuldades financeiras, mas vamos correr atrás e fazer um trabalho diferente, bem original – prometeu ele.

Dois dos quatro desfiles assinados por Max Lopes na Viradouro marcaram a história da escola. Em 1991, na estreia da agremiação no Grupo Especial, a Viradouro levou para a Avenida a história de Dercy Gonçalves. No ano seguinte, com um desfile bem luxuoso, mas que apresentou problemas após um incêndio em uma de suas alegorias, a Vermelho e Branco, falando sobre os ciganos, ficou em nono.

Comente: