Mestre Odilon lança o livro ‘O Batuque Carioca’

Há anos esgotado no catálogo das livrarias brasileiras, 'O Batuque Carioca', escrito por Guilherme Gonçalves e Mestre Odilon Costa, está de volta. Lançado originalmente em 2000, o livro é até hoje o primeiro e único registro das peculiaridades rítmicas e harmônicas de cada uma das baterias das grandes escolas de samba do Rio de Janeiro. Escrito tanto para especialistas quanto para aqueles que querem conhecer melhor a história das escolas de samba, 'O Batuque Carioca' apresenta todos os instrumentos que compõem a bateria das agremiações, incluindo função, história e a forma de tocá-los. Em uma época em que as baterias estão cada vez mais aceleradas e parecidas musicalmente, transmitir sua tradição e suas singularidades é um trabalho de valor inestimável.

A reedição de 'O Batuque Carioca' resgata a memória musical das baterias, alma do samba e do carnaval. O livro assume o papel fundamental de preservar a história do estilo, organizando formalmente o modo de tocar das escolas, que sobrevive e evolui ha quase um século graças à transmissão oral e visual.

Sempre pulsando no compasso binário, a bateria das escolas de samba é uma orquestra de aproximadamente 300 integrantes, formada exclusivamente por instrumentos de percussão. Cada escola tem seu estilo particular. A Mangueira, por exemplo, é a única a não utilizar o surdo de resposta. O Império Serrano foi o primeiro a apresentar os integrantes da bateria fantasiados. A Mocidade, do legendário Mestre André, inventou as paradinhas. E por aí vai.

Serviço:
Lançamento: Dia 9 de fevereiro de 2012
Teatro do SESI, Av. Graça Aranha, nº1
Após o show “A Febre do Samba”
Coquetel de lançamento às 20h30