Mestre Odilon recebeu sete propostas para retornar ao Carnaval

0 Flares 0 Flares ×

Um dos mais reconhecidos mestres de bateria do carnaval carioca, mestre Odilon, afastado há dois carnavais, desde que deixou o comando dos ritmistas da Grande Rio, revelou em entrevista ao Carnavalesco que no momento pretende apenas dar aulas, palestras e consultorias para as escolas no próximo Carnaval. O mestre afirmou que recebeu propostas de cinco escolas do Rio de Janeiro e duas de São Paulo, mas que por enquanto todas foram recusadas.
 
– Estão dizendo que eu acertei com uma escola, mas o único compromisso que eu vou ter no momento é de dar consultoria. Como mestre, acho que não retorno mais – esclareceu ele.

Comente no Twitter do Carnavalesco. É só usar @tercarnavalesco


 
Odilon não quis dar detalhes sobre o motivo que o fez abandonar o comando da bateria, mas revela alguns dos motivos pelos quais acredita não querer, no momento, retornar:
 
– Muita coisa me entristece. Estão querendo mudar o andamento do samba e isso não é legal. Metrônomo nunca deveria ter sido utilizado no samba, pois bateria não é música mecânica. Porém, se existe um andamento ideal esse andamento seria em torno de 136 BPM e as baterias estão em 148, 150 … Isso me desanima. Na hora de assinar o contrato vai estar escrito que terei liberdade de trabalho, mas na prática será diferente. Harmonia, presidente, cavaquinho, todo mundo vai mandar botar pra frente. O samba está se tornando robótico. A baiana consegue girar e o passista sambar com essa correria toda? É muito fácil colocar a bateria na frente, difícil é colocá-la no ponto. No ponto ideal de se ouvir todos os instrumentos e a característica do meu trabalho é ouvir cada instrumento que compõe uma bateria – disse Odilon.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×