Mestre Ricardinho é o novo comandante da bateria do Jacarezinho

 

 

Depois de dois anos afastado da batuta e do apito de diretor de bateria no carnaval carioca, mestre Ricardinho está de volta à Marquês de Sapucaí. No Carnaval 2013 ele irá comandar a bateria do Unidos do Jacarezinho, agremiação que retorna ao Grupo de Acesso B depois de vencer o Grupo C, na Intendente de Magalhães. Ricardinho substituirá mestre Denílson, que a partir de agora, a pedido do próprio Ricardinho, será o presidente da bateria da Rosa e Branco da Zona Norte.


– Resolvi aceitar o convite do presidente Zé Roberto pois estava há um tempo afastado. Senti que estava na hora de voltar e muita gente já estava me cobrando isso. Existem pessoas no samba que gostam do meu trabalho e muitos alunos formados no Tamborim Sensação (projeto comandado por ele que forma diversos ritmistas há dez anos) tinham a vontade de desfilar comigo comandando uma bateria. Meu ciclo no carnaval não está encerrado. Volto para uma escola de comunidade forte – afirmou Ricardinho, que é amigo pessoal de mestre Denilson e fez questão de frisar que 'não puxou o seu tapete': – Não ia me sentir a vontade em ver o Denilson num cargo abaixo do meu. Ele é meu amigo e vai caminhar junto comigo nesse trabalho.


Uma das características da bateria do Jacarezinho que Ricardinho pretende manter é o conhecido peso de suas marcações. Para dar ainda mais qualidade à ala, o diretor de bateria pretende desenvolver um trabalho em cima das chamas 'peças leves' – tamborins, chocalhos, agogôs e etc.


– É uma bateria de qualidade, sempre gostei muito da bateria do Jacarezinho e vou fazer um trabalho forte com as peças leves. Trazer mais qualidade a esses naipes e implementar a minha filosofia de ritmo: afinação, cadência e boa distribuição dos instrumentos dentro da bateria. Saí do carnaval tirando nota dez e pretendo voltar do mesmo jeito. Não estou tão preocupado em trazer coisas novas. Quero primeiro trabalhar o ritmo.


A última bateria comandada por mestre Ricardinho foi a do Paraíso do Tuiuti, em 2010. Na agremiação de São Cristóvão, ele trabalhou em seis carnavais(2003, 2004, 2005, 2006, 2009 e 2010). Em 2007 esteve no Arranco do Engenho de Dentro e em 2008 comandou a bateria do Acadêmicos do Cubango.

 

Comente: