Mestre-Sala e Porta Bandeira da Rocinha fazem avaliação da suas apresentações

 

Numa rápida avaliação, o 1º casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira da Acadêmicos da Rocinha,Diogo Fran e Ana Carolina Valle, que desfilaram na noite de sábado, dia 18, explicam a fantasia e os movimentos executados no desfile. – Fizemos uma apresentação muito clássica, sem muitas firulas, temos que nos preocupar com tudo. Nos ensaios, tivemos a oportunidade ver isso e mudar o que não está certo. Apresentação foi perfeita, fizemos tudo que queremos, e agora o resultado está nas mãos de Deus e dos jurados. – explicou Diogo. Ana Carolina explicou que a sua fantasia representa chafariz, elemento característico das praças, tema do enredo da escola em 2011, e saindo da apresentação, feliz e satisfeita:

– Fizemos tudo conforme ensaiamos, gracas a Deus, deu tudo certo.- conta ela, que disse que não sentiu diferença durante sua apresentação. – Gostei de sentir o calor humano. Nos ensaios já faziamos para os dois lados. E sobre a nova reforma da Marquês de Sapucaí, Diogo concorda com a sua parceira de que não sentiu diferenciação no desfile.

– Não senti diferença na apresentação, foi até bom, brincarmos mais, e o público merece isso.

Já sobre a corrente de ar que tem sido alvo de queixas de criticas dos componentes em frente ao segundo modulo de jurados, a porta-bandeira disse nao ter reparado, mas tenta explicar: – Antes da obra, aquela area era tampada e agora dificulta um pouco na apresentacao.

 

Comente: