Mestre-sala e porta-bandeira do Império Serrano estão tranquilos sobre os jurados

 

 

A quatro anos no Império Serrano, o mestre-sala do Império Serrano finalmente poderá dormir.

Segundo Alex, para ter um bom desempenho, ele e sua parceira Rafaela estão ensaiando dia e noite nos últimos oito meses.

– Dormimos pouco para passar bem pelos jurados, com tranquilidade. Acho que não faltou nada – afirma. A porta-bandeira engrossa o coro do colega. – Estamos com a consciência tranquila porque demos nosso melhor. Ver esses 15 minutos na Avenida não tem explicação, é uma sensação de dever cumprido – revela Rafaela.

Representando a África e as origens de Dona Ivone Lara, o casal não se abateu com o falatório sobre a corrente de ar que seria evidenciada com a nova estrutura do Sambódromo.

– Nossa maior preocupação era com relação ao vento. Durante os ensaios, brincávamos com o pessoal do barracão que seria necessário um forro maior para a bandeira -, diverte-se Rafaela. Para o parceiro, a pista não mudou nada. – Só tivemos que nos acostumar a dançar também para o lado direito -, completa. 

 

Comente: