Ministério Público começa a ouvir presidentes de escolas do Grupo de Acesso

 

 

Depois de abrir investigação sobre a lisura dos resultados dos Carnavais de 2011 e 2012, o Ministério Público já começou a ouvir os presidentes das agremiações que compõem a entidade. Nesta sexta-feira foi a vez de Antônio Marcos Telles, o Tê, presidente do Império da Tijuca, e Renato Thor, presidente do Paraíso do Tuiuti. Até o final do mês, mais dirigentes de escolas e membros da diretoria da entidade deverão ser ouvidos pelo órgão. Após a renúncia do ex-presidente da Lesga, Reginaldo Gomes, e toda sua diretoria, uma nova eleição foi convocada para a próxima terça-feira, na sede da entidade.O site CARNAVALESCO apurou que a vontade inicial era rebatizar a entidade e eleger uma chapa composta por nomes que tivessem ligação direta com nenhuma agremiação, mas itens do estatuto acabaram brecando esses ideais.  

Comente: