Ministro da Cultura diz que apoio ao carnaval do Grupo Especial deve vir da Caixa, Petrobras e leis de incentivos fiscais

minc_carnaval

O ministro da Cultura Sergio Sá esteve no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira, e comentou sobre o apoio do governo federal para o carnaval das escolas de samba do Grupo Especial em 2018.

Segundo ele, o ministério está se empenhado em honrar o compromisso feito pelo presidente Michel Temer de destinar R$ 13 milhões para o carnaval do Rio, e que esses recursos não devem sair do orçamento do ministério, mas sim do patrocínio de empresas públicas como a Petrobras e a Caixa Econômica Federal e das leis de incentivos fiscais tanto do estado do Rio, quanto federal, por meio da lei Rouanet.

Ele minimizou possíveis reações negativas a essas medidas diante da interpretação de que o carnaval carioca está tendo prioridade nos investimentos. Segundo ele, nas leis de incentivo fiscais há sobra de recursos e as empresas públicas devem fazer esse investimento em forma de marketing, o que significa que não haverá redução de incentivos para outros setores.