Mocidade e Bruno Ribas tomam conta do Botequim do CARNAVALESCO com muito samba e emoção

Os integrantes da Mocidade Independente de Padre Miguel invadiram o Botequim do CARNAVALESCO, na noite desta quinta-feira, para homenagear o intérprete da Estrela Guia, Bruno Ribas. Completando 36 anos no carnaval, o cantor ganhou uma placa do site, em referência aos seus serviços prestados ao mundo do samba, e cantou sambas clássicos da Mocidade, empolgando o público presente no Bar Boêmios, na Gamboa, próximo à Pedra do Sal. O evento conta também tradicionalmente com a participação dos músicos do espetáculo “A Febre do Samba”, que tocam sambas históricos do carnaval.

* VEJA AQUI FOTOS DO BOTEQUIM COM A MOCIDADE E BRUNO RIBAS

* OUÇA AQUI NA ÍNTEGRA COMO FOI O EVENTO

No Botequim, Bruno celebrou a integração com a diretoria e a comunidade da verde e branca: – O clima é dos melhores, a gente tem um entendimento muito bom. A escola compareceu em peso pra essa homenagem e isso me deixa mais feliz ainda, porque é sinal de que o trabalho é coeso e a equipe é bem unida. Já tenho 36 anos no carnaval, sendo 15 como intérprete oficial, e é fantástico receber essa homenagem de vocês – disse o cantor.

Após receber a placa do editor-chefe do site CARNAVALESCO, Alberto João, o cantor da Mocidade homenageou Tiãozinho, um dos mais tradicionais baluartes da Estrela Guia, convidando-o para cantar “Vira, virou, a Mocidade chegou” para o público do Botequim. Bruno também fez um agradecimento especial a Neguinho da Beija-Flor, a quem definiu como a sua “maior referência no mundo do samba”.

O intérprete comandou a festa no Botequim entoando clássicos da agremiação de Padre Miguel como “Tupinicópolis”, “Ziriguidum 2001” e também lembrando sambas recentes que ele defendeu nos desfiles da escola, como “O Quinto Império – De Portugal ao Brasil, uma utopia na história”, “Pernambucópolis” e a obra de 2015. A ala de passistas da Mocidade fez um show, enquanto Bruno cantava os sambas da agremiação. Após a apresentação de Bruno Ribas, os músicos da “Febre do Samba” seguiram tocando sambas clássicos da escola, como “Sonhar não custa nada, ou quase nada” e “Chuê, chuê, as águas vão rolar” para o encerramento do dia especial para Mocidade e seus torcedores.

Rodrigo Pacheco: “Bruno é a voz da Mocidade”

O vice-presidente da Mocidade, Rodrigo Pacheco, elogiou o evento organizado pelo site CARNAVALESCO, principalmente pela localização, em uma região da cidade fundamental para a história do samba, nos arredores da Pedra do Sal: – Esse evento é importante para o mundo do samba como um todo e é bacana por ser em uma região tão tradicional para o samba. O Rio de Janeiro carece de mais atividades ligadas ao samba. A gente veio prestigiar a homenagem ao Bruno Ribas e também a iniciativa do site. Há dez anos que não venho nessa região da cidade, já estava esquecendo um pouco da essência desse lugar. Então, a ideia de fazer o botequim aqui é muito bacana.

Rodrigo fez questão de elogiar a qualidade do trabalho do homenageado: – Bruno é de uma qualidade ímpar, está junto com a gente nessa caminhada já há algum tempo. É a nossa voz e se Deus quiser vai permanecer aqui por muito tempo.

O vice-presidente reforçou o clima de ‘renascimento’ que tem tomado conta da escola nos últimos tempos. Segundo Rodrigo, a expectativa de toda a escola é muito grande para o próximo carnaval: – Estamos com os trabalhos avançados, a comunidade está confiante, os segmentos estão empenhados, acho que a gente está com uma energia muito positiva e o resultado tem tudo para ser melhor que o do último carnaval. Os carros já estão sendo feitos, fantasias sendo confeccionadas, inclusive, já estamos com as nossas alas comerciais à venda no site da escola. Estamos trabalhando muito para que na primeira semana de janeiro a Mocidade já esteja com seu carnaval pronto.

Diretor de harmonia da Mocidade, Rômulo Ramos foi mais um dos membros da diretoria da escola a elogiar a qualidade do intérprete Bruno Ribas: – Eu trabalhei com o Bruno na Portela e na Mocidade, e sou até suspeito para falar. Ele é um dos intérpretes mais consagrados do carnaval. Ele tira onda, não canta só samba-enredo, canta de tudo. É um dos cantores mais ecléticos que eu conheço. É um artista completo.

Rômulo destacou a importância da imprensa carnavalesca e parabenizou a equipe do site pela iniciativa do evento: – Toda homenagem é sempre bem-vinda, ainda mais vinda do CARNAVALESCO. A equipe do site é maravilhosa. O carnaval hoje é uma mega indústria, e a imprensa faz parte disso. Nesse lugar, onde tem a Pedra do Sal, que por muitos anos ficou esquecido, organizarem um evento como esse, que reúne a nata do samba carioca, é uma ideia maravilhosa. Só tenho que parabenizar Alberto João e toda a equipe do site.

Marcelo Plácido, diretor de barracão da Mocidade, contou que a escola tem trabalhado com um cronograma bem adiantado, se preparando para apresentar um grande desfile em 2016: – O carnaval é marcado por prazos. Como o desfile será no começo de fevereiro, nós nos programamos e nos estruturamos para que não falte nenhum material para o barracão. Nos adiantamos e a nossa ideia é ter o carnaval praticamente finalizado já em dezembro.

Diogo e Cristiane, casal da Mocidade, revelam que já estão com a coreografia do desfile pronta

O casal de mestre-sala e porta-bandeira da verde e branca, Diogo Jesus e Cristiane Caldas, também prestigiou o tributo ao intérprete da escola. Diogo disse ser um prazer trabalhar com Bruno na agremiação: – Bruno é muito bom, ele é uma das vozes mais bonitas do carnaval. O timbre dele é suave e isso ajuda muito a escola. É uma homenagem muito singela e muito importante, principalmente vindo de um site que sempre divulga o nosso trabalho.

Cristiane, contratada há poucas meses pela Mocidade após a saída de Lucinha Nobre, disse que o ritmo de ensaios do casal é intenso e que o trabalho está bem adiantado, com a coreografia oficial já pronta. – Estamos ensaiando desde a primeira semana que fechei com a escola. Fazemos treino funcional na praia e toda quarta fazemos ensaio dentro do barracão. É bem puxado. Já vimos a fantasia que vamos usar e posso dizer que será um dos figurinos mais bonitos que já usei no carnaval. Nós, inclusive, já estamos com a coreografia para os jurados pronta. A dança terá muito cortejo, numa linha mais tradicional, com muitos passos livres. Mas terá uma surpresa, é claro, e o que posso dizer é que será uma homenagem à nossa estrela maior.

Já Diogo irá para o seu segundo ano na Estrela Guia, enfrentando o desafio de agora dançar com uma nova parceira: – A responsabilidade aumenta porque eu vim de um ano com a Lucinha Nobre e, mesmo após a saída dela, a escola optou por me manter. Eles trouxeram a Cris, que é uma porta-bandeira muito majestosa e profissional, que não podia ficar de fora do carnaval.