Mocidade lança pedra fundamental de sua nova casa

Com a presença de todos os segmentos, moradores da região e autoridades, a Mocidade Independente de Padre Miguel lançou na manhã desta quarta-feira a pedra fundamental da construção de sua nova quadra, que ficará às margens da Avenida Brasil, na pista sentido Zona Oeste, altura de Padre Miguel. Orçada em mais de R$ 8 milhões e com previsão de entrega para abril de 2012, a nova casa independente está sendo construída pela Prefeitura do Rio, num terreno que pertencia a Governo do Estado. O prefeito Eduardo Paes e o governador Sérgio Cabral foram as ausências sentidas, já que a presença de ambos era esperada.

Muito feliz com a conquista, já que a mudança da Mocidade para o novo terreno era uma das promessas de campanha, o presidente Paulo Viana mostrou mais otimismo com relação ao prazo de entrega da quadra.

– Estamos iniciando a concretização de um sonho. Evidentemente que esse sonho só será realizado com a quadra pronta, mas isso só será possível mais pra frente. O prefeito, inclusive, está querendo entregar a obra em fevereiro, antes do carnaval. Não tenho dúvidas que será um avanço para a escola. A Avenida Brasil é uma referência do estado do Rio de Janeiro. O local é excepcional e a Mocidade tem tudo para se autossustentar. Vamos ter shows e atividades culturais em parceria com a Secretaria de Educação, por isso o nome Polo Cultural e Esportivo da Zona Oeste, além do projeto da Vila Olímpica no entorno da quadra – disse Paulo, revelando que a quadra onde a escola ainda está instalada servirá como sede para um grande centro social administrado pela Prefeitura.

Já sobre a saída da Mocidade de seu reduto tradicional, a Vila Vintém, cantada em prosa e verso nos sambas da Verde e Branco, Paulo Viana adiantou que a grande maioria da comunidade é favorável à mudança para o novo local.

– Tenho ouvido muitas coisas positivas em relação a isso. É lógico que algumas pessoas são contra, as mais tradicionalistas. Eu acho que a Mocidade tem que avançar. A Unidos da Tijuca e o Salgueiro sairam de suas comunidades e foram felízes, campeões. Respeito a opinião de todos, mas o avanço é importante para a agremiação.

Quem também esteve presente no evento foi o intérprete Paulinho Mocidade, que durante muitos anos foi o cantor oficial da escola. Muito identificado com a Verde e Branco de Padre Miguel, Paulinho acha necessária a mudança

– Eu acho que essa quadra aqui vai ser um grande marco para a Mocidade se fazer presente novamente do jeito que merece. A Mocidade é uma potência. Tenho certeza que o pessoal da Vila Vintém vai vir aqui também. Aqui é Padre Miguel – revelou o cantor, bicampeão com a escola em 90 e 91.

Representando a Prefeitura, o secretário de obras do município, Alexandre Pinto, disse estar feliz ao ver o sonho de uma escola como a Mocidade começar a ser realizado. Ele deu alguns detalhes técnicos da nova quadra.

– É um local para mais de seis mil pessoas se divertirem com toda a segurança, acessibilidade e tratamento acústicos necessarios para a perfeita acomodação do público. Era um sonho da escola e, a Prefeitura juntamente com o Governo do Estado, tem o prazer de presentear a comunidade da Zona Oeste com esse importante projeto. Este terreno pertencia ao Governo do Estado e foi cedido à Prefeitura – finalizou.

O presidente da Câmara de Vereadores do Rio, Jorge Felippo, apontado por Paulo Viana como um dos principais responsáveis pela viabilidade do projeto, minimizou as ausências de Sérgio Cabral e Eduardo Paes, além de exaltar a relação da Mocidade Independente com a comunidade da Zona Oeste.

– As ausências serão corrigidas quando essa quadra for inaugurada tenho certeza que o prefeito e o governador estarão aqui. Primeiro porque são pessoas que amam o samba e segundo porque tem um grande senso humanitário, governam para o povo. A Mocidade representa os sentimentos de uma população lutadora. O povo da Zona Oeste e a  Mocidade merecem um local assim.

Corroborando as palavras de Jorge Felippo, Paulo Viana citou uma pesquisa encomendada ao Ibope pela Liesa, que apontou o número de 83% de torcedores da Mocidade na Zona Oste. Ele lembrou também que, ao invés de um presídio para menores infratores, que seria construído no local, os moradores da região terão agora uma casa de cultura e cidadania como vizinha.

Veja vídeo da bateria da Mocidade no novo terreno

Durante o evento, houve um pequeno desfile com os diversos segmentos da escola e a presença de alguns dos novos contratados, como o intérprete Luizinho Andanças, o carnavalesco Alexandre Louzada e o casal de mestre-sala e porta-bandeira Róbson e Ana Paula.