Musas do Salgueiro reunidas em coletiva

Escola de samba que criou o posto de musa no Carnaval carioca, o Salgueiro reuniu na tarde desta terça, em sua quadra de ensaios, as musas que abrilhantarão o desfile deste ano. Claudinha Silva, Edcléia das Neves, Fernanda Figueiredo, Vânia Flor,  Milena Nogueira, Adriana Bombom e o muso, Carlinhos Salgueiro, foram apresentados para imprensa. Sophie Charlotte, que também será musa da agremiação, não compareceu por estar envolvida com as gravações de Fina Estampa.

Carlinhos vem como um nordestino que se encanta com a Feira Medieval (ala 1) onde história do Cordel se inicia. Interagindo com a ala, o Cabra da Peste faz parte da mistura de signos e símbolos de nordeste e Idade Média do primeiro setor da escola.

À frente da Barca da Encantaria, temos a Rainha da Encantaria, Adriana Bombom. Ela vem à frente da alegoria que representa a viagem da literatura de cordel de Portugal para o Brasil, repleta de personagens como reis, rainhas, príncipes, princesas, imperadores e toda a corte do mundo encantado do cordel.

Claudinha Silva representa a criação do engenheiro Edmundo, que inventou uma pavão alado para o que o protagonista do Romance do Pavão Misterioso, Evangelista, pudesse chegar até a mulher amada. A Condessa Creuza, personificada na avenida pela atriz Sophie Charlotte, era guardada por seu pai, o Conde, no sobrado de sua casa, em Atenas. Graças a engenhosa criação, Evangelista chega até sua amada na história de um amor que vence na lenda.

À frente do carro Imagens Poéticas do Sertão, vem a Musa do Cangaço, Fernanda Figueiredo, representando toda a beleza rústica da terra árida onde viveram heróis e heroínas, como Antonio Conselheiro e Maria Bonita.

Seres fantásticos habitam as páginas da literatura de cordel, onde tudo pode acontecer. É o sertão sobrenatural. À frente da alegoria, uma Assombração Noturna para encantar ainda mais as poesias do Nordeste.

A homenagem que o Salgueiro faz aos poetas com seu Cordel Branco e Encarnado, unindo a poesia do carnaval aos versos do cordel, ganha mais beleza com a Musa do Branco e Encarnado, representada por Vânia Flor.

É noite de coroação na avenida. E toda a beleza da nobreza do cordel é representada por Milena Nogueira, rainha de um reino imaginário feito de arte e encantamento.