Musical que conta a vida de Cartola une passado e presente para narrar a vida do maior dos sambistas

0 Flares 0 Flares ×

cartola_espetaculo2Registrado como Angenor de Oliveira a vida e a obra de Cartola dariam facilmente um enredo. O que ainda não aconteceu de verdade na avenida ocorre no musical ‘Cartola, o mundo é um moinho’ que estreia no Rio nesta quinta-feira no Teatro Carlos Gomes. A peça teatral teve sua pré-estreia somente para convidados na noite desta quarta-feira e emocionou a plateia com a trajetória do maior sambista de todos os tempos.

Quem estiver interessado em acompanhar a trajetória teatralizada musicalmente de Cartola vai se surpreender com uma narrativa dinâmica e que prende a plateia o tempo todo. Para justificar a história o enredo é contado através da fictícia agremiação Arrengueiros de Curicica. A partir desta pequena escola de samba conta-se a história de Cartola através de seu carnavalesco que tenta convencer dirigentes e segmentos que trata-se de uma história carnavalizável.

cartola_espetaculo1O que deixa a história interessante no aspecto narrativo é justamente o fato de a fantasiosa agremiação ser da atualidade com todas as nuances inerentes ao atual contexto do carnaval. O tradicional contraventor que exige a presença de sua amante e tenta controlar os investimentos. Os compositores que interrompem a explanação todo o tempo, a mistura de gêneros. A história é contada em uma tarde de feijoada na quadra, outra característica atual das escolas de samba.

A mistura do passado com o presente faz a história ser engraçada e emocionante na mesma medida. Destacam-se as atuações de Flávio Bauraqui como Cartola, Virgínia Rosa, como Dona Zica e Adriana Lessa na pele de Deolinda, a primeira mulher de Cartola e da fictícia Silvinha, a polêmica chefe de ala da Arrengueiros de Curicica. A interpretação de Silvetty Montilla como Aurélia Pitangas é a grata surpresa do espetáculo.

cartola_espetaculo3

cartola_espetaculo4Com direção musical de Rildo Hora, idealização de Jô Santana, direção geral de Roberto Lage, dramaturgia de Artur Xexéo e pesquisa de Nilcemar Nogueira, ‘Cartola – o mundo é um moinho’ viaja pela refinada obra musical do sambista e conta também passagens polêmicas, como seu desentendimento com a Mangueira e o problema de relacionamento com o pai. A cantora Alcione fez uma participação especial na noite de pré-estreia e nesta quinta Arlindo Cruz é o convidado. Para coroar o fictício desfile da Arrengueiros de Curicica em homenagem à Cartola um samba-enredo composto por Arlindo Cruz e Igor Leal foi especialmente produzido para o musical.

Serviço

Cartola – O Mundo é um Moinho
Temporada: de 16 de março até 28 de maio
Onde: Teatro Carlos Gomes
Capacidade: 644 lugares
Endereço: Praça Tiradentes, s/n – Centro, Rio de Janeiro
Quando: de 5ª a domingo
Horário: às quintas, sextas e sábados, 19h; aos domingos, 17h.
Classificação: 12 anos
Duração: 2h30min
Ingressos: quintas e sextas R$ 70,00; sábados e domingos R$ 80,00
Venda: www.ticketmais.com.br
Vendas para grupos: Tel (21) 2146 6527

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×