Nêgo está fora da Imperatriz: ‘Foi um erro da minha parte’

Nêgo não é mais o intérprete da Imperatriz Leopoldinense. A saída dele da escola foi oficializada na tarde desta sexta-feira, em uma conversa entre o cantor e o presidente da escola, Luiz Pacheco Drummond, o Luizinho. Nêgo contou ao CARNAVALESCO que a saída foi motivada pela sua participação nas disputas de sambas de outras agremiações, como a Grande Rio e a Beija-Flor. Segundo ele, na Imperatriz, é necessário que o cantor da escola, após realizar a abertura da disputa de samba com a apresentação das obras da escola, permaneça na quadra para acompanhar os sambas concorrentes. Como estava defendendo parcerias em outras agremiações e não sabia da regra vigente na escola, ele não fará mais parte do quadro de funcionários rumo ao Carnaval 2016:

– Estou deixando a Imperatriz Leopoldinense, que é uma grande escola. O problema foi eu estar defendo sambas em outras escolas. Foi um erro da minha parte em não cumprir a regra da qual eu não tinha conhecimento. Na Imperatriz, devemos acompanhar as apresentações dos sambas concorrentes da escola e não participar de outras disputas. Porém, eu estou nas disputas da Grande Rio e da Beija-Flor e também estive no Império da Tijuca. Estive hoje com o sr. Luiz, ele é um grande amigo e companheiro, agradeço a ele por ter me trazido de volta ao Grupo Especial e ter me dado a honra de cantar o samba maravilhoso em homenagem ao Mandela – disse Nêgo.

O intérprete aproveitou para se desculpar com a comunidade e a torcida da escola e relatou que deseja continuar trabalhando em outra agremiação: – Peço desculpas à Imperatriz pelo meu erro. Obrigado por tudo e a todos os torcedores. Se Deus quiser, espero que alguma agremiação possa abrir as portas para que eu continue desenvolvendo meu trabalho. Esse foi meu único problema na Imperatriz, sempre cumpri todas as determinações da escola, fiz os shows propostos e cumpri com tudo, não faltei a nenhum compromisso – finalizou o intérprete.