Nos braços do povo, Salgueiro sacode a Sapucaí

 

 

 

Em seu ensaio técnico na Marquês de Sapucaí realizado na noite deste domingo, o Acadêmicos do Salgueiro mostrou que tem tudo para chegar forte na briga pelo título. Desde o momento em que o público do Sambódromo ouviu as notas musicais do samba de esquenta da escola (1993), ainda produzidas somente pelo cavaquinho, o tapete vermelho e branco se estendeu para a passagem da agremiação tijucana. Com o samba de 2014 na boca do povo e dos componentes, a escola fez com certeza um ensaio que estará entre os melhores ao término desta temporada.

 

* VEJA AQUI FOTOS DO ENSAIO

 

* ASSISTA AQUI O VÍDEO DO ENSAIO

 

Desde a escolha do belo samba na quadra, muitos duvidavam da capacidade do mesmo em servir ao desfile da escola. Nesse ponto a desconfiança ainda não foi vencida, mas o primeiro teste de fogo foi superado com louvor pelo Salgueiro. A obra rendeu muito bem durante todo o ensaio e foi impulsionada pelo fortíssimo canto da Academia. A obra já tinha sido eleita, pelo júri do site CARNAVALESCO, como a melhor do Grupo Especial para 2014. O rendimento da bateria e a preocupação da escola em fazer um espetáculo para o público que foi ao Sambódromo são outros pontos fortes do ensaio.

 

* VEJA AQUI: LUIS CARLOS MAGALHÃES ANALISA O ENSAIO

 

– Se tiver algo a melhorar, eu tenho que perguntar a vocês que viram de fora (risos). Mas de dentro a gente viu algumas coisas que precisam melhorar sim. A evolução do ensaio de rua que fazemos, é diferente daqui, e é esse quesito que a gente pode melhorar um pouco. Acho que o canto da escola fluiu bem. Todas as paradinhas do Marcão encaixaram direito. Agora é a reta final, em casa vamos bater um papo e vir pro desfile – disse Dudu Azevedo, diretor do Salgueiro.

 

* LEIA AQUI A ANÁLISE DA BATERIA DO SALGUEIRO NO ENSAIO

 

Premiado como destaque, mestre Marcão ganhou o calendário do ano de 2014 feito pela Brazil Carnival Ooah! Ele comentou a atuação da bateria no ensaio. – Minha bateria está 99% pronta. Vamos corrigir os erros para passar aqui 100% no dia do desfile. Ainda estamos ensaiando uma bossa que será surpresa. Fico muito lisonjeado em ser eleito destaque e gostaria de agradecer o carinho do CARNAVALESCO comigo – afirmou Marcão.

 

De negativo, o fato do ex vice-presidente da escola, Marcello Tijolo, assassinado há menos de um mês, não ter sido citado ou lembrado durante os discursos inciais. No lugar que serão ocupados pelas alegorias, a escola levou carros da montadora que patrocina o enredo do Carnaval 2014, o que se mostrou uma boa estratégia de marketing.

 

* VÍDEOS: VEJA APRESENTAÇÕES DO CASAL E DA COMISSÃO DE FRENTE

 

Comissão de Frente

 

Comandado pelo coreógrafo Hélio Bejani, o grupo se apresentou em parte com fantasias do último desfile, com um deles segurando uma câmera fotográfica cênica. O restante com máscaras e roupas negras. A coreografia mostrou movimentos dinâmicos e a interação com o público foi vista logo no primeiro segmento a se apresentar. O ápice da performance foi a participação de um casal de mestre-sala e porta-bandeira. A passagem foi muito festejada por todos os setores.

 

– Nossa comissão tem tudo do que eu pude trazer da coreografia original. Como de costume no meu trabalho, fazemos uma reverência ao pavilhão da escola e trazemos algo da coreografia do ano anterior para brindar o público presente que lota a Marquês de Sapucaí para nos prestigiar. A nossa comissão de frente representará no dia do desfile oficial "A criação da Terra" com muita energia. Utilizaremos um tripé, mas dentro do normal, nada gigantesco. Estamos disputando com nós mesmos. Queremos superar o trabalho realizado no passado e assim sucessivamente nos próximos anos – explicou o coreógrafo Hélio Bejani.

 

Mestre-sala e porta-bandeira

 

Dançando pela primeira vez juntos no Carnaval 2014, Sidcley e Marcella Alves mostraram entrosamento e uma coreografia ''limpa'' neste ensaio técnico. Algumas partes da apresentação faziam menção a trechos da letra do samba. Como, por exemplo, na parte em que a obra diz ''meu samba vai tocar seu coração'', quando um aponta para o coração do outro. Marcella exibiu a elegância de sempre e a maneira toda peculiar de empunhar o pavilhão salgueirense. Já Sidcley, mais magro, demonstrou mais elegância e agilidade.

 

Atrás do casal, a ala comanda por Carlinhos do Salgueiro deu show e recebeu muitos aplausos do público. Quem também brilhou foi Viviane Araújo, rainha de bateria, com uma linda roupa vermelha, a morena é exemplo para todas rainhas. Ela esbanja charme, samba na ponta da língua e do pé.

 

Harmonia

 

Um show de canto! Se deixou a desejar em outros anos neste quesito, mostrou desta vez que pode tirar a nota máxima se repetir o desempenho no desfile. Praticamente todos os componentes sabiam na íntegra a letra do samba enredo, exceção feita a alguns membros de composição de alegorias e à ala 27, que destoou das demais. Destaque no canto para as alas 03, 15, 22, 24 e 30, que literalmente berravam o samba, além da musa Cristiane Alves, outra que cantou muito e esbanjou samba no pé.

 

Evolução

 

O Salgueiro foi uma escola alegre na Marquês de Sapucaí. Na maioria das alas os componentes mostraram desenvoltura e brincaram carnaval. A recepção da arquibancada também ajudou. Não foram constatados buracos ou espaços que pudessem comprometer o quesito, apenas um afunilamento das alas nos primeiro setores do Sambódromo, reflexo do excesso de pessoas sem função – e não necessariamente da escola – naquele espaço da pista. O ritmo do ensaio do Salgueiro foi bem satisfatório e a escola terminou o seu treino em 71 minutos.

Comente: