Novas contratações do Porto da Pedra são apresentadas durante feijoada

0 Flares 0 Flares ×

Depois de amargar a penúltima colocação entre as escolas que competiram no último carnaval, a Porto da Pedra resolveu trocar de profissionais em alguns segmentos para, entre outras coisas, acabar de vez com o estigma de escola coadjuvante no carnaval carioca. Wander Pires para o microfone oficial, o carnavalesco Roberto Szaniecki e o casal de mestre-sala e porta-bandeira Fabrício e Cristiane Caldas, que no último carnaval esteve na Mocidade, foram apresentados para comunidade em feijoada realizada na tarde deste sábado na quadra do Vila Lage. Além deles, a dupla Aloísio Mendonça e Diego Marins assume a direção de harmonia, que antes era ocupada pelo diretor de carnaval Amauri de Oliveira. Já a coreógrafa Regina Sauer substitui Alice Arja no comando da comissão de frente, mas não pôde estar presente no evento.

Feliz pelas novas aquisições e com o bom público recebido pelo Tigre de São Gonçalo na feijoada deste sábado. O presidente da escola, Francisco José Marins, falou sobre a chegada dos reforços.

– Uma escola que quer ser campeã precisa buscar os melhores profissionais. Demoramos um pouco porque as negociações não foram fáceis, mas valeu a pena. Estou feliz com esse início de trabalho. Nós recebemos mais de 20 propostas de enredos, já pré-definimos três e deveremos escolher nos próximos 15, 20 dias – revelou o dirigente, afirmando que o tema será um meio termo entre o autoral e patrocinado.

Além de apresentar as novas contratações, a Porto da Pedra também fez o lançamento oficial do instituto ‘Abraço do Tigre’, que atende de várias formas a comunidade da escola. São oferecidas oficinas culturais e atendimento médico gratuito. Francisco José Marins explicou que o instituto, administrado por Virgílio André Leocadio, precisa ser independente da agremiação e exaltou a importância de atender a população de São Gonçalo, segunda maior do estado do Rio de Janeiro.

Juntos agora na Porto da Pedra, Fabrício Pires e Cristiane Caldas, que já formaram par na Caprichosos, Portela e Mocidade, falaram da emoção de defender o pavilhão gonçalense.

– Estou muito feliz em estar na Porto da Pedra e emocionada com a recepção. Estou doida pra chegar logo o carnaval. É uma novidade pra mim usar vermelho, nunca havia passado em uma escola com essas cores, mas acho que ficou bem. Eu e o Fabrício já temos entrosamento, é só dar continuidade – afirmou Cristiane Caldas, que não conteve as lágrimas quando foi apresentada oficialmente.

Já Fabrício Pires revelou que está constatando a fama acolhedora da Porto da Pedra.

 – Já sabíamos que a comunidade do Porto da Pedra era aguerrida e muito receptiva. Todo mundo fala isso. A escola é muito família. Desde o primeiro dia que as pessoas souberam que eu estava na Porto da Pedra me falam isso, mas não esperava tanto calor humano. Conversei muito com a Cristiane depois do carnaval sobre a necessidade de mantermos o nosso estilo, mesmo com os insucessos que tivemos em 2011, vamos manter o nosso enfoque e esperamos corresponder ao apoio e confiança da diretoria do Porto da Pedra.

Considerado por muitos o cantor de maior potencial do carnaval carioca, Wander Pires foi outro apresentado pela Vermelho e Branco de São Gonçalo. Cercado de atenção e admirado por grande parte da comunidade do Tigre, o cantor, que no último carnaval defendeu o microfone da Vai-Vai, mostrou do que é capaz na tarde deste sábado. Primeiro, todo de preto, cantou alguns pagodes da atualidade. E depois, já com as cores da escola, deu um show de interpretação ao entoar os principais sambas da história do Porto da Pedra.

De volta ao carnaval carioca, onde já passou por Mocidade, Viradouro, Salgueiro, União da Ilha e Grande Rio, Wander Pires revelou que pretende fincar raízes em São Gonçalo.

– Minha recepção foi muito calorosa. Agradeço ao presidente pela confiança e ao mestre Thiago Diogo, que foi um dos principais responsáveis pela minha vinda para cá. Volto ao carnaval carioca com a certeza de que estou numa escola que tem a comunidade aguerrida e com vontade de ser campeã. Espero permanecer na Porto da Pedra por um bom tempo – disse Wander.

Responsável por desenvolver o enredo do Porto da Pedra no Carnaval 2012, que deve ser definido nos próximos dias, Roberto Szaniecki, ex-Portela, lembrou o momento de reestruturação que a agremiação vem passando.

– A escola passa por um momento de reestruturação total. Começando com a administração e terminando na formação dos segmentos. Fico muito feliz de fazer parte deste time. É legal ver a escola com vontade de dar essa guinada para voltar a ter o brilho que ela teve quando subiu para o Grupo Especial. Vai dar trabalho, mas vamos conseguir. A partir do momento que você encontra pessoas com vontade de levantar a escola, as coisas ficam mais claras. Está sendo excelente, maravilhoso trabalhar na Porto da Pedra – revelou Roberto Szaniecki, que não quis adiantar pistas sobre o enredo do Tigre em 2012.

Com relação aos profissionais que integraram a escola no último carnaval, permanecem o mestre de bateria Thiago Diogo e o diretor de carnaval Amauri de Oliveira que, em 2011, foi também o responsável pela direção de harmonia da escola.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×