Novo intérprete da Porto da Pedra, Igor Vianna agradece oportunidade

 

 

Novo reforço da Unidos do Porto da Pedra, Igor Vianna será apresentado neste sábado à comunidade do Tigre durante a feijoada mensal da escola. Feliz com a oportunidade, o jovem intérprete comemorou a chance de voltar a cantar no Grupo de Acesso A no Carnaval 2013 e lembrou o ótimo histórico que a Vermelho e Branco tem no cargo de intérprete.


– É uma oportunidade ímpar de cantar numa escola que já teve grandes nomes como intérprete. A Porto da Pedra é a escola que lançou o Wantuir, resgatou o Ito Melodia, firmou o Luizinho Andanças e repatriou o Wander Pires para o carnaval carioca, além do Preto Jóia, que também é um grande intérprete. Me sinto honrado em fazer parte dessa história. Vou agarrar essa oportunidade com unhas e dentes.

No último carnaval, em um desfile que deixou a desejar, a Porto da Pedra teve como destaques a bateria Ritmo Feroz, comandada pelo mestre Thiago Diogo, e o desempenho de Wander Pires, que por ter renovado com a Vai-Vai, não continuou no Tigre. Substituir uma das vozes mais admiradas do carnaval carioca, não tira o sono de Igor Vianna.

– É uma responsabilidade enorme, mas acredito no meu potencial. Cada escola é um desafio diferente. Vou fazer mais uma vez meu canto ecoar na Avenida e firmar ainda mais o nome da minha família no carnaval – disse ele, referindo-se ao seu pai, Ney Vianna, intérprete da Mocidade nos anos 70 e 80 e um dos maiores nomes do gênero.

No último carnaval, Igor Vianna cantou na Unidos de Padre Miguel, no Grupo de Acesso B, e na Acadêmicos do Tucuruvi, escola paulistana. Foi a primeira oportunidade dele na Terra da Garoa. Apesar de não continuar na agremiação da Cantareira, ele mostra-se bastante feliz ao comentar a passagem na Tucuruvi.

– Só tenho coisas positivas para falar do carnaval de São Paulo. Fui muito bem recebido por todos na escola e guardo boas recordações daquela comunidade maravilhosa. O Sr. Jamil (Hussein Abdo El Selam, presidente da escola) e a Dona Edna (esposa de Jamil) foram verdadeiros pais para mim, em todos os sentidos – afirmou Igor, lamentando o falecimento de Dona Edna, ocorrida há uma semana.

A última passagem de Igor Vianna no Grupo de Acesso A aconteceu no Carnaval 2011, quando foi intérprete da Acadêmicos do Cubango. Ele iniciou a carreira na escola mirim Ainda Existem Crianças da Vila Kennedy, mas teve sua primeira chance como intérprete oficial em 2006, na Tradição, onde ficou até 2009. Em 2010, cantou na Santa Cruz. 

 

Comente: