O delicioso CD da AESCRJ

0 Flares 0 Flares ×

Comentava com amigos sobre essa espera para o próximo carnaval. Conforme ele vai chegando a espera torna-se mais angustiante. Já que a ansiedade é um fato e o coração começa a bater mais forte nos resta apreciar tudo que pode ter de bom para aplacar nossa tensão. Tenho que concordar com os que alertam que os últimos acontecimentos não são dignos de esfuziante alegria. Aparecem, no entanto, pequenos feitos dignos de jubilo. Um deles foi o recente e inédito lançamento do CD oficial dos Sambas de Enredo dos grupos C,D e E para o carnaval 2011.

A obra é fruto do esforço do velho amigo e produtor Chico Frota que peregrinou quadras das 41 agremiações espalhadas pela cidade do Rio de Janeiro em busca das gravações independentes dos sambas. A tarefa é árdua já que não há calendário unificado para as escolhas de samba desses grupos, onde estas podem acontecer antes da definição das escolas do Grupo Especial (como foi o caso da Unidos do Cabuçu) até o mês de janeiro. A Unidos da Ponte, por exemplo, chegou a anunciar a reedição do samba e do enredo "Oferendas" depois voltou atrás e com enredo parecido ao de 1984 apresentará "Orixás" na avenida. Fontes ligadas à escola alegam que o samba é inédito, encomendado ao vitorioso compositor Grillo em parceria com Peniche e Fernandão.

Um pesquisador fanático sobre carnaval, no entanto, o Paulo Renato do grupo S@mba-net, afirmou com convicção na lista de discussões Rio-Carnaval que o samba concorreu em 1984. Ele inclusive tem gravações da época quando o samba era executado no programa do Jorge Perlingeiro na então Rádio Tamoio. Enfim, o que me interessa no momento é chamar atenção para esta obra-prima do carnaval carioca. Um samba construído com a simplicidade e perfeição que pareciam ter ficado nos anos 80, uma dádiva que desfrutaremos com satisfação na Intendente Magalhães. Vou além para afirmar que em minha opinião é o melhor samba do carnaval para 2011. Caso a escola venha admitir que o samba de fato seja um dos derrotados na disputa de 1984, um precedente interessante é aberto. A perspectiva inovadora de ter belos sambas derrotados no lugar das reedições que parecem ter saído de moda é animadora. Seria mais legal ainda para a escola e para os desfiles da Intendente Magalhães que tal pioneirismo tenha sido lançado ali.

O CD com todas as faixas em MP3(até por uma questão técnica que torna possível reunir 41 sambas em disco único) reacenderam aquele sentimento explorador e novidadeiro que comentei logo nas primeiras colunas1. Não conhecia boa parte dos sambas e me senti muito bem os explorando continuamente. Como se tratam de produções independentes existe aquelas gravações que carecem um pouco mais de recursos técnicos e outras bem requintadas. Essa diversidade se reflete no estilo dos sambas,mas no seu conjunto os sambas com uma ou outra exceção são muito bons. Como não pretendo aqui esmiuçar samba por samba lanço meus preferidos que os leitores podem ou não concordar. Os que não cito tampouco carecem de qualidade pois como já afirmei, no conjunto é um CD muito bom. Tem, no entanto, a simplicidade e ousadia que marcam nosso carnaval e que muitas vezes ficam em segundo plano nos sambas das escolas maiores. Aqui é possível ouvir um refrão delicioso como o do Boi da Ilha, melodia marcante e gostosa como a do Acadêmicos do Engenho da Rainha, e sacadas geniais como a do samba da Unidos de Vila Santa Tereza ("Iara em seu cantar me "garantiu"/um futuro "caprichoso"/No paraíso verde do Brasil").

Ver "A perda da inocência" em http://www.sidneyrezende.com/blog/sambaalternativo

No grupo D o valente samba da Leão de Nova Iguaçu me conquistou. Que refrão é aquele? Tem a marca dessa simplicidade que falava anteriormente. Em poucas palavras o sentimento do componente é evocado em sua mais pura essência ("Quem é Leão bate no peito e não bambeia/Vai na fé, pede axé que clareia"). Outros sambas do grupo são legais como o animado samba do Dendê e o divertido samba da Mocidade Unida de Jacarépaguá. Os Canários das Laranjeiras reeditando o samba de 1991 traz o samba mais gostoso do grupo E, simples também e fácil de apaixonar. Ainda que simples o samba dos "Canarinhos" começa majestoso, ("Canários todo coberto de glórias/Vem mostrar no seu enredo/Lugar de mulher é na história") uma delícia! O grupo E apresenta bons sambas como os das tradicionais Unidos de Lucas e União de Vaz Lobo.

Enfim, o CD é um prato cheio para os sambistas. Uma iniciativa louvável da AESCRJ e do produtor Chico Frota que merecem parabéns pela obra. São dignos de aplausos todos os compositores, intérpretes e claro as escolas de samba que nele são apresentadas. Elas que me enchem de orgulho de ser carioca e sambista, neste momento foram além se organizando e trazendo um disco para guardar com muito carinho e ouvir sem parar por muitos carnavais.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×