O samba jamais vai morrer no Primeiro Império do Samba

Se depender do Império da Tijuca, o samba nunca vai morrer, o samba não vai acabar! Prova disso é que, nas últimas semanas, o primeiro Império do Samba, que desfila na Série A, deu mais um pontapé certeiro em sua história ao integrar no time de seus segmentos oficiais a mais nova ala de passistas mirins da Verde e Branca do Morro da Formiga. Coordenada por Odimar Silva, a nova ala conta com crianças da comunidade, entre elas, Anna Luisa, filha da rainha de bateria da agremiação, Laynara Teles, que está há 10 anos à frente da Sinfonia Imperial do Mestre Capoeira.

Odimar, idealizador do projeto, contou ao CARNAVALESCO como surgiu a ideia de criar a ala. – A ideia de colocar as crianças na ala de passistas já é antiga, pelo menos da minha parte. Peguei a ala das crianças em 2011, e a escola sempre teve uma frequência de meninas e meninos com uma faixa etária de 12 a 14 anos, e até abaixo disso, que apesar de demonstrar interesse, samba no pé e disponibilidade, nunca foram absorvidas formalmente pela ala de passistas. Minha ideia sempre foi trazer essas crianças para perto da escola, para além de dar incentivo, mostrar um norte e o que é O coordenador explica que, devido aos embargos e protocolos da justiça, em 2016 as crianças não irão desfilar junto à ala, e sim, como em todos os outros anos, na ala das crianças. Odimar ressalta que o objetivo maior deste projeto é ajudar as crianças a desenvolverem um futuro dentro da escola. 

– Vivemos uma fase de renovação, de convocar novamente a comunidade a estar conosco. Acredito que a melhor maneira de fazer isso é através das crianças, pois através delas vêm os pais, tias, padrinhos, madrinhas, vem a família, vem a comunidade da Formiga. Elas são nosso futuro. Para participar da ala a exigência é que a criança esteja estudando. Mas o trabalho e incentivo não fica só por conta dos pais e de Odimar. Cada passista adulto foi direcionado a serem padrinho e madrinha de uma criança, e são responsáveis por passar noções de figurino, horários, comprometimento, uma vez que apesar de não entrarem na Avenida com o Império da Tijuca, as 
crianças participam dos ensaios nas terças e domingos. 

Responsável inclusive pelos figurinos da garotada, Odimar não esconde a felicidade de ver seu projeto caminhando. – Evitamos a superexposição das crianças, inclusive no figurino. Elas estão aqui para aprender, se desenvolver. Todas as crianças que demonstrarem interesse serão bem vindas. E quem sabe, no futuro, elas não assumirão os lugares dessas meninas maravilhosas que temos em nossa ala de passistas?

Esbanjando muito carisma Anna Luisa, filha da rainha Laynara Telles, é um dos destaques da ala. A mamãe fala orgulhosa da menina, e comenta sobre o futuro. – É lindo ver meu bebê sambando, acho um máximo, principalmente porque ela era muito envergonhada, e agora vejo uma evolução nela. Meu lado coruja aflorou até. Se depender de mim no futuro ela poderia me substituir, seria muito bacana, mas ela não gosta da atenção só pra ela, disse que prefere ser passista.

A rainha de bateria ressalta ainda que é muito bom ver a comunidade da Formiga de volta à escola. – Fico muito feliz com esse projeto. Não só pela minha filha também ter abraçado a ideia, mas por entender que é um caminho para o crescimento e desenvolvimento do meu Império.