Ô, Terezinha! Sapucaí se transforma no verdadeiro Cassino do Chacrinha em desfile da Grande Rio

Por Marina Magalhães

grande-rio_desfile_2018_17-2Apresentador, comediante e comunicador. Os motivos para se lembrar Chacrinha são inúmeros. Considerado o fundador dos programas de auditório da TV brasileira, entre as décadas de 1950 e 1980, Abelardo Barbosa completaria 100 anos em 2018. A fim de homenagear o apresentador e tentar amenizar a saudade desta figura ilustre do rádio e da TV, a Acadêmicos do Grande Rio, quinta escola deste domingo, levou o Cassino do Chacrinha para a Avenida. O ator Stepan Nercessian deu vida ao apresentador, e veio acompanhado das chacretes.

A comissão de frente, sob o título “A Grande Rio está no ar! O Cassino do Chacrinha vai começar!”, anunciava o início do desfile da escola, que prometia um espetáculo até ser surpreendida por problemas com um dos carros alegóricos, prejudicando a passagem da agremiação pela Avenida.

A alegria dos desfilantes, no entanto, se manteve, cumprindo a proposta de homenagear o brilhante Chacrinha. A comissão de frente abriu caminho para o abre-alas. Levando um dos bordões lançados pelo apresentador, “Quem não se comunica, se trumbica”, a alegoria abordou a importância do comediante para o desenvolvimento do setor de comunicação no Brasil.

????????????????????????????????????

O ator Stepan Nercessian, que já viveu Abelardo Barbosa no teatro, levou o personagem para a Avenida pela primeira vez, e expressou a emoção de pisar na Sapucaí dando vida ao apresentador.

– Dentre o teatro, o cinema e a televisão, a Sapucaí é o local no qual mais estou me sentindo à vontade para representar o Chacrinha, porque o carnaval é a cara dele. Ele era um amante de festas, da alegria e ainda ressaltava a sensualidade das chacretes. Eu não conheço nada mais carnavalesco do que ele. Então eu estou me sentindo em casa – confessou.

Além da figura de Chacrinha, a Grande Rio também levou para a Avenida outros artistas que acompanharam a trajetória do apresentador e foram importantes no decorrer de sua carreira. Um dos destaques a interpretação de Dercy Gonçalves por Diego Compagnolli, que dá vida à atriz há três anos no teatro.

– Estou estreando no carnaval carioca, e é uma emoção interpretar a Dercy no maior espetáculo da Terra. É uma sensação única, porque, diferentemente do teatro, estamos a céu aberto, e a plateia está em todos os lugares – disse, orgulhoso.

O ator também admitiu a honra em participar de uma homenagem a Chacrinha.

– Ele é carnaval, é cor, é luz, é alegria, é amor. Ele merece. Foi o nosso grande comunicador, nosso ícone – defendeu.