Passista World: ‘Renata Oliveira – Uma rainha de sonhos e conquistas’

 

 

Hoje faremos uma entrevista com Renata Rosangela Oliveira, amante do carnaval e do samba de Santa Catarina. Para quem não conhece, Renata pertenceu à corte de Florianópolis por cinco anos, passando por várias etapas, como princesa e rainha. Sua dedicação, samba no pé e carisma deixaram um legado no Carnaval de Santa Catarina que até hoje é comentado por passistas das novas gerações. Faremos uma entrevista com ela para que o Sudeste conheça um pouco mais das personalidades do Carnaval do Sul de nosso país.

 

Passista World: Primeiro gostaríamos que você se apresentasse e falasse como começou seu envolvimento com a dança? Também seria interessante saber como foi (se houve) seu contato com o carnaval ou samba na infância. Depois, conte nos como foi seu ingresso no samba e carnaval propriamente dito.

 

Renata Rosangela Oliveira: Meu primeiro contato com o Carnaval foi na ala das crianças, por intermédio do meu pai. Todos os anos meus pais e eu prestigiávamos agremiações, assim como o Concurso da Rainha do Carnaval de Florianópolis. E em um dos concursos, minha mãe disse “Renata com 15 anos tu vai” e aí? Dito e feito! Com apenas 15 anos meu pai me levou a uma das agremiações de Florianópolis para ver se eu poderia representá-los no Concurso. Porém, o presidente na época disse que eu era muito baixinha. Não desanimamos e na mesma noite fomos a uma das mais tradicionais escolas de samba de Florianópolis, a Protegidos da Princesa, onde tive uma calorosa hospitalidade. Representando-os, tive o prazer de conquistar o título de 2° princesa do Carnaval de Florianópolis. Assim que iniciei na Corte tive contato imediato com duas grandes referências do Carnaval de Santa Catarina: Jaqueline Aranha e Adilson Coelho, na época “Casal Cidadão do Samba” de Florianópolis, ambos apaixonados pela escola de samba, Embaixada Copa Lord, onde meu coração pulsava pela energia, paixão e emoção que aquele pavilhão transmitia. Fui bem recebida pela Comunidade, que de fato abraçou aquela menina sonhadora e de sorriso aberto.

 

Passista World: Por quanto tempo você se dedicou à corte de Florianópolis? 

 

Renata Rosangela Oliveira: Foram 05 anos de corte: em 2000 e 2002 fui eleita como Segunda Princesa do Carnaval de Florianópolis, e em 2007 e 2011 como Primeira Princesa.  O sonho de ser Rainha estava lá, mas sabia que um dia, com humildade e paciência, a determinação iria prevalecer. Em 2012 pude ter a honra ter sido eleita por votação unânime Rainha do carnaval de Florianópolis. Meu sonho enfim havia se concretizado de melhor maneira possível.

 

Passista World: Você pode detalhar quais são as funções de uma princesa e de uma rainha. Tem muita gente que acha que é “só festa”, mas não tem conhecimento de uma rotina intensa de compromissos oficiais (ao menos aqui no Rio de Janeiro é muito intenso), acordar cedo, estar presente nos eventos sempre de bom humor, sambar, etc…Como administrar essa energia para estar sempre recebendo o turista e folião de braços abertos e sorrisos?

 

Renata Rosangela Oliveira: Acredito que o meu diferencial foi ter aceito como tamanha vitória ter sido princesa várias vezes, em busca do sonho maior que era ser Rainha. Em todas as vezes eu nunca desanimei por não ter sido Rainha. Os quatro anos, me trouxeram aprendizado, maturidade e discernimento para entender o que de fato é ser uma Rainha. Quando fui Princesa estava eufórica e só queria saber de aproveitar o momento, as oportunidades, as amizades e a alegria do carnaval. Como um amigo meu me disse um dia “A Rainha acena enquanto as princesas cuidam das crianças”. Só quando fui Rainha eu entendi o sentido subtendido nesta frase. Quando fui eleita Rainha entendi a responsabilidade de não só passar e minha evidente alegria e realização, mas transmitir o que é ser uma Rainha, o que é dedicar-se exclusivamente a este sonho, e levar para os foliões que estamos ali representando a beleza, alegria e a energia desta cultura que é o carnaval, com poucas horas de sono e agenda cheia.

 

Passista World: Em 2014 você sairá na avenida como rainha de bateria do Império Vermelho e Branco, correto? Essa é sua primeira vez como Rainha de Bateria? Quais agremiações você se identifica mais em Santa Catarina, ou tem um “carinho especial” assim por dizer? 

 

Renata Rosangela Oliveira: Rste carnaval estarei na passarela como rainha da bateria em frente à bateria Assanhada do Império Vermelho e Branco, como destaque de chão da Embaixada Copa Lord e como Rainha do Jardim das Palmeiras. Tudo isso, em meio às atribuições de relações públicas da Copa Lord. E quando me perguntarem se dou conta do recado, a resposta é sim! Essa paixão me gera uma energia inexplicável e eu consigo tirar forças para concluir os compromissos assumidos. Quanto ao carinho especial, tenho demais carinho e gratidão pela agremiação Protegidos da Princesa que foi quem me abriu as portas do carnaval, na qual quando tomei a decisão de ir para minha escola do coração. Segui sem nenhum trauma e com minha decisão respeitada por saberem das oportunidades que eu teria. Isso me trouxe a segurança que todo  sentimento de carinho e respeito que plantei durante anos, era de fato recíproco.

 

Passista World: O que faz a Renata Oliveira quando termina a temporada de carnaval? Além de samba e carnaval, você tem alguma outra paixão? 

 

Renata Rosangela Oliveira: Minha vida profissional sempre correu em paralelo ao Carnaval, sou formada em Administração e pós graduada em gerenciamento de projeto. Trabalho em Suprimentos e Logística numa empresa de alta tecnologia. Tive a sorte de contar com bons superiores que compreendiam minha dedicação e amor ao carnaval que até me incentivavam. Quando termina a temporada de carnaval minha vida fica menos agitada, porém, igualmente corrida, dividida entre meu tempo de trabalho, curso de inglês, academia, vida social, etc. Quanto ter outra paixão, minha vida e rotina vivem em harmonia e evolução na expectativa do próximo carnaval. Em resumo, Carnaval não é a fonte da minha felicidade, mas é a minha maior paixão e inspiração.

Comente: