Patrocinador explica ações de marketing com a Porto da Pedra no período carnavalesco

 

Na tarde desta terça-feira, representantes da Danone e também da Unidos do Porto da Pedra, receberam jornalistas em Santa Teresa. Na ocasião foram mostradas as ações que a empresa fará na agremiação durante o período carnavalesco. A empresa que é de um grupo francês começou sua criação em Barcelona em 1919. No mercado há 93 anos com a missão de levar saúde e nutrição ao maior número de pessoas todos os dias, entra no carnaval pela primeira vez.
 

Gerente de Marketing da Danone, Rafel Ribeiro, conversou com o CARNAVALESCO ao longo do evento e pôde explicar melhor sobre o funcionamento das ações de marketing da empresa junto com a escola dentro e fora do Sambódromo. Como contar um pouco da história do iogurte através do Porto da Pedra que é uma comunidade de samba lá de São Gonçalo e que nos receberam super bem. Mostrar aos brasileiros os beneficios do iogurte e se aproximar do consumidor:
 

– A ideia é que a Porto da Pedra conte os beneficios do iogurte na Sapucaí, e nós junto com a Danone vamos levar coisas inovadoras, como um aplicativo para celular. As pessoas entram no site (www.carnavaldanone.com.br), baixam esse aplicativo que é para smartphones, e entram em contato com os produtos que a Danone vai lançar que será uma série limitada do carnaval como garrafas de Dan up, Activia e danoninho. Através desse aplicativo as pessoas vão ter uma interação com o carnaval onde os carros alegóricos saem da garrafa, confetes que pulam entre outros.
 

Além de ajudar no carnaval, a empresa também está atuando em projetos sociais da escola, como o Institututo Abraço do Tigre, e com isso respeitando as obras da Danone que é levar saúde e nutrição para o maior número de pessoas, e esse trabalho explica o que é uma dieta saudável e também conta com um programa de trabalho e renda que visa formar profissionais para o mercado.

 

O diretor explicou sobre possíveis tentativas da empresa em outrasagremiações e por que fechou com a escola de São Gonçalo:
 

– A gente entende muito de iogurte e nada de samba(risos), nós sabemos fazer filmes de Tv. A empresa é a maior anunciante de alimentos do país, e entrar no carnaval sabíamos que não seria fácil, até por que precisamos respeitar algumas regras. Então nós visitamos sim outras escolas mas no objetivo de entender como era o funcionamento do carnaval, e aí sim, ver com os parceiros se eles respeitavam os valores que a gente tanto queria que não era componente, localização, a posição do último carnaval, nada disso, e sim a presença da família, como pessoas ativas na escola. Então a Porto da pedra revelou todas essas características, além de um administração profisional. Eles reuniram tudo que a gente queria. Por isso nós os escolhemos.
 

A intenção da empresa é atuar nos dias de folia dentro do Sambódromo e as conversas em conjunto a Liesa já estão bem encaminhadas:
 

– O carnaval é feito de surpresas, inclusive o que faremos no Sambódrmo que será muito diferente. Estamos em contato com a Liesa para que possamos fazer coisas inovadores e entreter o público entre uma escola e outra. O que posso adiantar é que teremos produtos e degustação. Imagina os desfiles duram quase 10 horas, as pessoas precisam de energia. Estamos negociando se vamos colocar em toda a extensão da Sapucaí, nós queremos atuar em tudo porém depende da logística.
 

O presidente da agremiação, Francisco Marins, falou ao CARNAVALESCO sobre a parceria com a Danone, e que espera dar prosseguimento para os próximos anos:
 

– A nossa ideia é que a Danone continue como nossa parceira, até porque o investimento não é só no carnaval, nós temos alguns projetos de marketing da escola que são interessantes e penso em organizar uma escola de negócias e assim manter a imagem da agremiação no mercado e quem sabe nesse projeto a Danone possa estar conosco. Hoje eles já nos conhecem, e sabe como é a nossa cultura.

Sobre o desabafo que fez no primeiro ensaio técnico realizado pela agremiação no Sambódomo, o presidente disse que precisava fazer isso para mexer com seus componentes e que as críticas são bem vindas quando as pessoas conhecem o trabalho que está sendo feito:
 

– Eu falei mesmo com muita emoção, isso serve para mexer com nossos componentes e falei que não quero ninguém apenas desfilando, e sim, conto com a ajuda deles para mudar a história da escola. Em segundo lugar tem desabafo sim, estamos abertos às críticas, porém as pessoas tem que conhecer primeiro para depois falar. É muita maldade fazer algum tipo de comentário em veículos de comunicação, sem se aprofundar, sem conhecer e saber o que vamos fazer. Eu precisava fazer aquilo naquele momento, os componentes precisavam escutar para podermos mostrar o que realmente é a Porto da Pedra.
 

A Porto da Pedra que desfilou pela primeira vez na Sapucaí em 1996 e desde 2002 está figurando no grupo especial vai levar para a Avenida o enredo “ Da Seiva Materna ao Equelíbrio da Vida” que será desenvolvido pelo carnavalescojaime Cezário. A escola será a quinta a desfilar no domingo de carnaval.

 

Comente: