Paulinho Mocidade é o novo intérprete oficial da Santa Cruz

Mais uma verde e branco na carreira. Com passagens por Mocidade Independente de Padre Miguel e Imperatriz Leopoldinense, Paulinho Mocidade é o novo intérprete oficial da Acadêmicos de Santa Cruz para o carnaval 2013. O acordo foi fechado na noite desta sexta-feira com o presidente Moysés Antônio Coutinho Filho, mais conhecido como Zezo. Após três anos defendendo a Embaixadores do Ritmo, do carnaval de Porto Alegre, o cantor está de volta à Marquês de Sapucaí e vai desfilar na sexta-feira, dia 8 de fevereiro, quando a escola da zona oeste será a terceira a pisar na Avenida, pela Série A (grupo abaixo do Especial) com o enredo “O Dragão do Mar e a Lenda do Ceará”, desenvolvido por uma comissão de carnaval formada por Sylvio Cunha, Munir Nicolau e Lane Santana. O sambista assume o microfone oficial no lugar do intérprete David do Pandeiro.

Paulinho Mocidade iniciou a carreira aos 19 anos na ala de compositores da Mocidade Independente de Padre Miguel. É tetracampeão do carnaval carioca, sendo bicampeão com a Mocidade, em 1990 e 1991, e também bicampeão com a Imperatriz Leopoldinense, nos anos de 2000 e 2001. É detentor do prêmio Estandarte de Ouro, como melhor intérprete da Marquês de Sapucaí e das medalhas Pedro Ernesto e Tiradentes pelos benefícios à cultura brasileira. O cantor e compositor conquistou ainda três sambas-enredo pela Mocidade, entre eles, o clássico “Sonhar não Custa Nada, ou Quase Nada, de 1992, eleito o melhor samba de todos os tempos, em votação popular, no programa Domingão do Faustão, da Rede Globo. Defendeu ainda agremiações como Unidos da Tijuca, Império da Tijuca, Águia de Ouro-SP, Aliança-SC, Unidos do Itaimbé-RS e Embaixadores do Ritmo, de Porto Alegre.

Paulinho Mocidade vai lançar em novembro deste ano o sexto cd da carreira, que tem o título “Meu Negócio é Cantar Samba” e parcerias com Martinho da Vila e Paulinho Rezende. O novo disco do artista conta ainda com repertório de nomes como Candeia, Wilson Moreira, Altay Veloso, Marquinho Lessa, Afrânio Mello, Serafim Adriano e Claudinho Guimarães. A participação especial é de Wilson Moreira.

Comente: