Pelé diz que eleição na Lesga ‘é uma grande perda de tempo’

'Uma grande perda de tempo'. É desta forma que o presidente da Acadêmicos do Cubango, Olivier Luciano, o Pelé, se refere a eleição que definirá a nova diretoria da Lesga no próximo dia 27 de março. O dirigente ratificou a posição de protesto contra a entidade e revelou detalhes do processo de investigação comandado pelo Ministério Público, que já está avaliando os mapas de notas dos Carnavais de 2011 e 2012 dos Grupos de Acesso A e B.

– É perda de tempo, de dinheiro, de saliva. Um encontro sem necessidade nenhuma, já que a Prefeitura descredenciou a Lesga como organizadora dos grupos de acesso. Essas pessoas que querem criar uma nova diretoria, um novo conselho, são as mesmas pessoas que agiam em conjunto com o Reginaldo e assinavam embaixo do que ele queria fazer. Que credibilidade eles têm para fazer da Lesga uma nova entidade? Estou tranquilo, a Prefeitura vai aguardar o parecer do Ministério Público e eu tenho certeza que o resultado do Carnaval 2012 vai ser anulado. A certeza que eu tenho disso é a mesma certeza que um dia eu vou morrer.

Ameaças de morte

Pelé confirmou que vem recebendo ameaças de morte desde o ano de 2010, mas que as ameaças se intensificaram após o Carnaval 2012. De acordo com ele, o presidente do Império Serrano, Átila Gomes, e o presidente da Viradouro, Gusttavo Clarão, também teriam sofrido ameaças.

– É verdade isso sim. Fui ao Ministério Público e conversei com uma promotora sobre isso. Não posso acusar ninguém, até por que as ameaças são feitas de um número restrito, mas depois do carnaval fiquei uns dez dias sem poder atender o telefone direito. Foram várias ameaças me mandando calar a boca. No Ministério Público fiquei sabendo que o Átila e o Gusttavo também teriam sofrido as mesmas ameaças.

Acadêmicos do Cubango

Já sobre o início dos preparativos da Verde e Branco de Niterói para o Carnaval 2013, Pelé afirma que a prioridade agora é fazer obras de adequação ao novo barracão da escola, que fica no bairro de Benfica, na nova entrada do Porto do Rio de Janeiro. O dirigente prevê o prazo de quatro meses para que o galpão fique pronto.

– Já terminamos a parte de fundação e vamos entrar na área de alvenaria agora. Quero entregar o barracão em, no máximo, quatro meses para que a confecção do carnaval comece a todo vapor. Ainda não resolvi nada sobre o enredo e nem sobre os profissionais que vão ficar ou sair da escola. Vamos resolver isso depois do dia 14 de abril, quando acontece o Troféu Jorge Lafond – disse Pelé, citando o prêmio entregue aos melhores do carnaval pela Verde e Branco de Niterói em todos os anos.

A escola sofreu um duro golpe financeiro logo após o carnaval, já que um incêndio destruiu grande parte das alegorias do desfile deste ano. Á época ventilou-se a hipótese de algo criminoso, mas Pelé esclarece.

– Foi um acidente. Um funcionário usando o maçarico acabou forçando o tanque de óleo diesel de um dos geradores e houve uma explosão, o que ocasionou o incêndio. Foi um prejuízo de cem mil reais, mas já conseguimos recuperar. A única coisa que ainda estamos devendo é o valor de 25 mil reais à uma empresa paulista, que nos alugou os geradores.

Com enredo sobre o Barão de Mauá, a Acadêmicos do Cubango foi a quarta colocada no Grupo de Acesso A em 2012.

Comente: