Portela em luto: Morre o compositor Ary do Cavaco

Faleceu, na manhã desta quinta-feira, o compositor portelense Ary do Cavaco, aos 69 anos. O autor deixou um repertório de composições para a escola azul-e-branca, tendo sido campeão nos anos de 1969, 1971, 1986, 1992 ,2006 e,2008.

O site CARNAVALESCO conversou com Walter Alverca, parceiro de Ary no samba da Portela para 2012, cuja composição ainda está participando nas eliminatórias:

– Estávamos ontem no River (clube onde a Portela está realizando as eliminatórias durante as obras na quadra de Madureira), sentamos, bebemos uma água e começamos a conversar. O samba passou muito bem na quadra, e começamos a combinar uma reunião para ver o que fazer para a próxima semana. Ele estava muito feliz. Não reclamava de nada, apenas estava muito feliz com o samba – concluiu.

Ainda de acordo com Walter, o irmão e vizinho do compositor em Quintino, chamou Sr.Ary e ele não respondeu. Quando entrou na casa, o encontrou morto.

Muito emocionado, o coordenador de carnaval e amigo pessoal de Ary do Cavaco, Junior Scafura, falou ao CARNAVALESCO que a escola fará uma homenagem ao compositor. Segundo ele, Ary fez parte da sua primeira parceria campeã na azul-e-branca em 2006:

– Com certeza faremos uma homenagem. Ele merece todo o carinho da Portela e do mundo do samba. Estamos muito tristes. Ele era uma pessoa muito querida, particulamente por mim, até porque ele fez parte da minha parceria, quando ganhei o primeiro samba. É uma perda muito grande. Ainda está recente para saber o que vamos fazer em homenagem. Vamos conversar com calma e fazer uma grande celebração. O que posso adiantar é que ele jamais será esquecido. Na próxima fase das eliminatórias (na quarta-feira, dia 28) já faremos algo. Podemos também pensar em algum tributo numa feijoada, mas ainda não sei. Não dá para acreditar, ele estava muito feliz com a passagem do samba naquela noite, depois estávamos juntos e conversamos e hoje acontece isso. – finalizou, emocionado.

Junior Scafura confirmou que Monarco iria convidá-lo para fazer parte da Velha Guarda da escola, o que era um grande sonho de Ary do Cavaco.

O compositor teve em 1971 seu samba gravado por Paulinho da Viola, “A Lapa em três tempos”. Na ocasião, a Portela conquistou o vice-campeonato.

O corpo do compositor será velado na capela C do cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O enterro está previsto para as 11h de sexta-feira, no mesmo local.