Porto da Pedra concentrará enredo na qualidade de vida proveniente da manipulação do leite

Última escola do Grupo Especial a divulgar oficialmente o seu enredo para o Carnaval 2012, a Unidos do Porto da Pedra entregou a sinopse de ‘Da seiva materna ao equilíbrio da vida ‘ na noite desta segunda-feira, em sua quadra de ensaios no Vila Lage. Bastante criticada pela demora e pela possibilidade da confirmação do enredo patrocinado por uma marca de iogurte, a escola confirmou o tema, mas o que se viu durante a argumentação do carnavalesco Roberto Szaniecki foi algo diferente do pensado inicialmente.
 
Quem explica melhor a história que o Tigre de São Gonçalo mostrará na Avenida é o próprio Roberto Szaniecki.
 
– Na realidade quando você pega um tema é preciso correr atrás de algum nicho. O que mais me atrai nesse enredo é a sapiência da antiguidade em relação à manipulação do leite e de outros alimentos para que se conseguisse mais longevidade. Isso veio através da história até os dias atuais e, só hoje, é que se usam frutas e condimentos para alcançar esse objetivo. O fio condutor que eu precisava para montar a mensagem do enredo é este. Começo com o sagrado do leite materno, a valorização desse leite, depois falo sobre a valorização desse leite, sendo manipulado e, por fim, como esses alimentos estão sendo usados pela indústria para trazer mais saúde ao ser humano que vive um cotidiano enlouquecido – explicou o artista, que assinará seu primeiro carnaval no Porto da Pedra.
 
Ainda de acordo com Szaniecki, o iogurte é o segundo alimento lácteo-funcional da história da humanidade e este é um dos três pontos mais importantes do enredo. Os outros dois são a ideia de levar saúde às pessoas e o carinho das mães, já que o leite materno será o ponto de partida do desfile da escola. O carnavalesco falou também sobre a oportunidade de mais uma vez desenvolver um enredo patrocinado.
 
– Eu tenho essa prática desde a época da Grande Rio. Foram quatro anos lá com patrocínio. Na Portela, também teve patrocínio e, agora, no Porto da Pedra. Estou bem à vontade. Já sei lidar bem com aquilo que o patrocinador gostaria de ver e a relação com o que eu quero colocar na Avenida. O patrocínio, além de agregar valor financeiro, agrega valor cultural. É uma troca entre empresas e escolas. Os benefícios são incontáveis.
 
Para o presidente Francisco José Marins, que confessou ter sido bastante procurado para falar sobre a escolha do enredo, a demora para a definição não irá atrapalhar o cronograma de desfile do Porto da Pedra, já que, de acordo com ele, até algumas alegorias já estão em processo de criação.
 
– De jeito nenhum. Nós demoramos para a assinatura dessa parceria porque estávamos avaliando a relevância do tema. Por mais que a escola precise de dinheiro, nós temos alguns interesses que vão de encontro aos da empresa, isso faz parte de qualquer processo de negociação. Nós não vamos falar da história do iogurte, mas sim do poder do leite que é algo milenar. De maneira transversal, falaremos também da qualidade de vida. A argumentação não tem absolutamente nada a ver com aquilo que se falava do enredo. Nós pesquisamos muito e estou bastante tranquilo. A mensagem que a Porto da Pedra quer passar é esta.
 
O dirigente lembrou também a visibilidade que a agremiação de São Gonçalo passará a ter no mercado.
 
– Quando se traz uma empresa desse porto para a escola, nós passamos a ter um respeito maior no mercado. Além do aumento das nossas atividades junto a comunidade, o enriquecimento das nossas fantasias e das alegorias e o fortalecimento da marca Porto da Pedra.
 
Representando a empresa patrocinadora, Mariana Rodrigues esteve presente no evento e ressaltou a importância de a Vermelho e Branco abordar a exaltação da saúde e da qualidade de vida no Sambódromo em 2012. Os compositores da escola terão agora pouco menos de um mês para a entrega dos sambas concorrentes. Ela acontecerá no dia 5 de setembro. Já a apresentação dos sambas concorrentes será no feriado do dia 7 de setembro.