Porto da Pedra vai ter apenas duas eliminatórias de samba e a final

Diferente de como costumam ser as eliminatórias de sambas-enredo do carnaval do Rio, onde a disputa entre as composições costumam durar meses, a Porto da Pedra adotará uma nova forma de decidir qual samba vai embalar seu desfile em 2013. O espaço de tempo entre a primeira apresentação dos sambas e a final será de apenas 7 dias. O diretor de harmonia da escola, Rômulo Ramos, explicou o motivo dessa decisão: – Estamos passando por um período de transição, com troca de administração, coisas a resolver no que diz respeito à quadra e ao barracão, e isso acabou atrasando umpouco o trabalho. No entanto, fomos coroados com uma sinopse inteligente e clara. E isso permitiu que pudéssemos fazer um planejamento de acordo com a nossa necessidade de decidir o samba num espaço de tempo curto. Essa fórmula foi adotada pela administração da escola, junto com o carnavalesco e a comissão de carnaval e acredito que tudo vai dar certo – afirmou.

A sinopse foi entregue na segunda-feira, 17 de setembro. As dúvidas serão tiradas no próximo dia 25 na quadra da escola e, dia 5 de outubro, acontece a apresentação dos sambas candidatos. Dia 8 será realizada a primeira eliminatória, dia 10 acontece a semifinal e, no dia 12 de outubro, será decidido o samba-enredo da Porto da Pedra para 2013. Rômulo afirmou que a rapidez com a qual os compositores precisarão trabalhar não deve atrapalhar na qualidade dos sambas. – Os sambas serão escritos por gente experiente e competente. Além disso, a sinopse não veio complicada, com duas ou três páginas. Ela está resumida e bem objetiva e isso facilita o trabalho dos nossos poetas. Tenho certeza que todos vão mostrar do que são capazes desenvolvendo essa obra num espaço de tempo que, para mim, é totalmente viável, até porque não houve reclamações na explicação da sinopse. Todos aceitaram os prazos sem resistência e tenho certeza de que eles vão nos ajudar a sacudir a avenida com um samba irreverente, como costumam ser os nossos carnavais.

O diretor de harmonia da escola de São Gonçalo disse que o modo como o samba vai ser escolhido é uma espécie de “Plano B” que acabou sendo necessário neste ano. – Temos que estar sempre preparados para qualquer situação. O nosso carnaval está passando por um momento diferente. Estamos correndo muito pra tornar tudo possível e, como imprevistos acontecem, precisamos ter sempre uma carta na manga para, em caso de necessidade, termos uma segunda opção. E nós colocamos esse nosso “Plano B” em prática dessa vez. Vamos torcer pra que dê tudo certo e que o povo nos receba bem na Sapucaí na sexta-feira de carnaval. Nossa equipe é formada por profissionais muito qualificados e temos tudo para fazer um ótimo trabalho em 2013. A Porto da Pedra, no momento, não está no Grupo Especial, mas ela é uma escola especial e é isso que nós vamos mostrar – disse o confiante Rômulo Ramos.

Comente: