Prefeitura espera 1,5 milhões de turistas no Carnaval 2018 e impacto de R$ 3,5 bilhões na economia

coletiva_prefeito2A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou sua estimativa de números para o Carnaval 2018 na cidade. Com a presença do prefeito Marcelo Crivella, a Riotur anunciou que o carnaval desse ano terá “grandes resultados”. A marca oficial da cidade para o Carnaval foi apresentada.

São esperados 1,5 milhões de turistas durante todo o carnaval e o período todo vai gerar R$ 3,5 bilhões de impacto na economia da cidade, movimentando mais de 6 milhões de foliões. A Riotur anunciou que o Carnaval 2018 terá R$ 38,5 milhões de patrocínio da iniciativa privada, maior patrocínio da história da folia carioca.

Em seu pronunciamento, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, falou sobre a polêmica criação do blocódromo, na Barra da Tijuca.

– A Arena Carnaval foi criada para criar acontecimentos na Barra. A entrada será gratuita. E a região da cidade com menor ocupação hoteleira para o carnaval. Vamos gerar R$ 50 milhões em consumo no local. É uma aposta, não tem R$ 1 real de recurso público. É mais uma opção, como Sambódromo, Terreirão. A garotada tem que ficar na Barra, não precisa ir para outros locais – afirmou o presidente da Riotur.

marca_carnaval2018

blocos_numerosMarcelo Alves negou que o espaço terá área vip ou corda. – Os patrocinadores vão ter os seus espaços. Eles estão pagando a conta. O público geral não terá cordas e nem área vip. Não é intenção podar a espontaneidade do folião carioca – frisou.

Em relação ao número de sanitários houve um aumento. Passaram de 31 mil para 32.560 posições. O presidente da Riotur pediu que as pessoas utilizam os locais. Como novidade, a iniciativa privada colocará 3.375 agentes de segurança.

A Riotur afirmou que a ocupação dos hotéis no Rio de Janeiro deve ser de 90% durante o Carnaval 2018.

– Não tenho dúvida que faremos o maior carnaval de todos os tempos. Está mais que comprovado que nesses grandes eventos os cariocas precisam estar unidos. Faço apelo à nossa vocação turística. O Rio só vai conseguir os recursos através do Turismo. Isso já está mais que comprovado. Se não estivermos juntos vamos passar uma imagem que não condiz com o espírito carioca. Precisamos que os eventos sejam sucesso em todos os sentidos – explicou Marcelo Alves.