Presidente da Associação das Escolas Mirins rejeita mudar dia de desfile

0 Flares 0 Flares ×

Palco dos desfiles mirins nos últimos carnavais, a Marquês de Sapucaí pode receber alteração no dia de desfile para o Carnaval 2012. A Lesga, entidade que gerencia os Grupos de Acesso A e B, já manifestou interesse na mudança de dia de desfile do Grupo B de terça para sexta-feira. Quem não gostou nada da história foi o presidente da Associação das Escolas de Samba, Edson Marinho, que mostrou-se totalmente contrário com essa mudança.

Edson lembrou a importância das escolas de samba mirins para a cidade do Rio de Janeiro e qualificou como profundo desrespeito caso a mudança realmente aconteça.

– Recebo isso com muita indignação. São 29 anos de história de desfile na Marquês de Sapucaí para sermos tratados desta maneira. Sempre cumprimos com todas as exigências da 1º vara da infância com muito sucesso, planejamento e organização, sem problema algum. Aí, de repente, as pessoas querem tomar uma atitude dessas. A nossa preocupação não é só com o desfile de escola de samba não. Somos um bem cultural e educacional, formamos cidadãos. Quantas crianças são tiradas do ócio e das ruas pelas escolas mirim. Elas não podem ser desrespeitadas dessa forma. Tem que haver um entendimento, um comum acordo para que isso seja resolvido – disse Édson.

O presidente da Associação das Escolas Mirins ressaltou também o prestígio obtido com a população carioca, lembrando o bom público que o Sambódromo sempre recebe nas sextas de carnaval. Ele enumerou os talentos revelados pelas agremiações

– Se dependesse de mim para tomar essa decisão nunca colocaria meu nome nisso. As pessoas vão cobrar depois. Até que ponto isso seria bom para o carnaval? Ninguém pode afirmar isso categoricamente. Não estamos na Sapucaí de favor não. Prestamos um grande serviço ao Rio de Janeiro e também ao carnaval. Tinga, mestre Átila, Lucinha e Dudu Nobre foram revelados no desfile mirim, fora outros grandes ritmistas, aderecistas e profissionais que não aparecem tanto para a mídia.

Perguntado se pensa em reclamar judicialmente caso a prefeitura decida pela mudança de dia de desfile das crianças, Edson afirmou que, no momento, não pensa nisso. Ele citou até Deus para que a troca não ocorra.

– Entrego nas mãos de Deus. Ele é justo e saberá o que fazer. Se for da vontade dele tenho certeza que isso não acontecerá. Como pode os juvenis jogarem depois que os profissionais? As crianças tem que abrir o carnaval. É um direito delas e não pode ser afetado.

No Carnaval 2012, 17 escolas de samba mirins estão inscritas no desfile. Desde a década de 90, o desfile mirim é realizado nas sextas de carnaval.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×