Presidente da Lesga visitou as obras do Sambódromo

O presidente da Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso – LESGA, Reginaldo Gomes foi ao sambódromo, neste fim de semana ver as obras de ampliação de quatro módulos de arquibancas, frisas e camarotes, que ampliam o número de pessoas na platéia nos dias de apresentaçõess das agremiações carnavalescas, na Avenida Marquês de Sapucaí, no Carnaval 2012. Com o objetivo de verificar o andamento das obras e ter uma noção das mudanças que o novo sambódromo irá proporcionar ao espetáculo.


Reginaldo ficou muito animado com as melhorias que estão sendo realizadas, principalmente devido ao aumento do número de arquibancadas.


– Como carioca fico muito feliz com essa obra, pois o grande vitorioso é o Rio de Janeiro e a nossa população. Esta ampliação significa que mais pessoas se interessaram em vir assistir a nossa festa. Aumentando a vinda de turistas para nossa cidade. É importante também frisar que o desfile das escolas de samba do Especial e Acesso, passarão a ter um novo momento com as mudanças estruturais no Sambódromo. As agremiações irão desfilar com um número grande de público dos dois lados da avenida. A emoção será maior. Sem dúvidas essa é mais uma grandiosa obra do prefeito Eduardo Paes que com inteligência resgatou o traçado original feito pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1983.
 

Paes tem sido um grande amigo dos sambistas, sempre empenhado em encontrar soluções para os nossos problemas. Esta semana ele anunciou que está a procura de um terreno na área entre Benfica e Caju para construir a Cidade do Samba 2, que vai abrigar os barracões das escolas dos grupos de Acesso A e B. Recentemente devido as obras do Porto Maravilha, as escolas do Acesso perderam seus barracões localizados na Zona Portuária – declarou Reginaldo Gomes.


Acompanharam Reginaldo Gomes na visita, o síndico da passarela Machine , o jornalista Miro Ribeiro, o administrador da Lesga Ronaldo Borges, e o diretor de carnaval da Lesga, Marquinhos Fernandes.